Arquivo

Archive for the ‘Carta Banida da Semana’ Category

Carta Banida da Semana….Tribe-Infecting Virus

junho 4, 2012 13 comentários

Novamente depois de muito Tempo aqui vai a….

Primeiro eu sempre tenho que dar aquela velha explicação que eu acho que devo a vocês, eu sempre prometo pra mim mesmo que eu vou agilizar essas matérias que eu vou fazer semanalmente e talz, mas puta que pariu, sempre acontece alguma coisa pra ferrar com meus planos, dessa vez meu pc foi pro espeto, vocês não tem noção de quanto tempo essa matéria esta pronta. Agente leva muito menos tempo para escreve-las do que postando kkkkk.

Dito isso mais uma vez, vamos a matéria….

Carta Banida da semana.

Esta semana eu escolhi uma carta diferente para fazer. É uma carta que eu não vejo como extremamente apelona para se manter banida. E ao invés de me focar no que ela fez para ser banida, eu vou tentar passar o por que eu acho que ela deveria e/ou poderia voltar.

Tribe-Infecting Virus

Efeito: Descarte uma carta da sua mão e declare um tipo de monstro. Destrua todos os monstros virados para cima no campo com o tipo declarado.

Essa carta teve sua primeira aparição no TCG no booster Magician Force que foi lançado no dia 10 de outubro de 2003 (faz tempo hein?!).

E em setembro de 2003 já teve sua primeira passagem pela lista, foi limitada, ficando lá até setembro de 2005 quando foi banida e nunca mais saiu.

O efeito desta carta é realmente muito bom, alguns decks sofreriam muito levando na cara dela, como Inzektors, Dragons, Dark World etc. Meu ponto aqui é o seguinte….vamos analisar a fundo a carta.

Seu atributo é water, o que no meta atual não ajuda em nada, seu nível 4 não faz diferença nenhuma aqui, a não ser para fazer xyz ou synchros, seu tipo Aqua não favorece em nenhuma jogada, não tem um monstro poderoso que necessite de um Aqua para invocar. Seu ataque 1600 é baixo para um Lvl 4, é alto suficiente só para cair em bottomless hehe. Além de tudo você tem que gastar sua normal summon para baixar ele em campo e com a nova regra de velocidade de efeitos ele tem que realmente entrar em campo para ativar seu efeito.

E falando em efeito….é muito bom, porém específico. Afeta apenas monstros virados para cima (se fosse na mão, ou face down ai sim a porra ficava séria). Tem o custo de descartar uma carta, convenhamos é bem “pagável”, e o melhor é que se pode fazer quantas vezes puder. Acaba com Call, Gorz etc.

Mas analise comigo….o que é essa carta comparada a Dark Hole? Ou com Torrential Tribute semi limitado? Ou com Black Luster Soldier? E por ai vai. Todas essas citadas por exemplo tem um custo bem menor ou nulo, são mais práticas, mais rápidas e mais apelonas. E existem muitas outras por ai que incomodam muito mais, do que essa incomodaria. Ia ser legal usar contra decks de tipo único. Pelo menos no side acredito que todos usariam, limitada essa carta não faria mal algum, ela é de um tempo que o jogo era diferente. Com a velocidade que se tem por ai, não acredito que arregassaria muito não.

Grandes combos ou jogadas incríveis não existem com essa carta, tampouco um deck especifico para ela. Seu efeito é bem simples, entra limpa o campo e vaza!

A melhor jogada que eu vi com essa carta foi utilizar Rivalry of Warlords para forçar o oponente a manter um único tipo de monstro, mas convenhamos não é lá grandes coisas.

Curiosidades sobre a carta:

Existe uma versão menos poderosa que ela no jogo, Tribe-Shocking Virus.

Tem como principal diferença ser apenas uma vez por turno, além de ter que banir um monstro como custo para destruir todos os monstros do mesmo tipo do que foi banido.

A arte do Tribe-Infecting Virus não mostra o vírus em si, apenas os monstros que são afetados por ela e um outro cagãozinho lá trás hehe. Por falar nisso alguém sabe quais monstros são esses?

Eu não faço idéia. Kkk

Essa carta e o Substitoad são os únicos Aqua-Type monstros banidos.

Ela é uma carta do tipo vírus como Giant Germ, Tribe-Shocking Virus, Deck Devastation Virus, Planet Pollutant Virus e a mais fodástica de todas Crush Card Virus, no OCG/TCG.

 Doom Virus Dragon, Deck Destruction Virus e Rust Machine Virus of Acid no anime/manga.

Bom galera é isso ai, espero que vocês tenham gostado, e acreditem que nos falaremos com maior freqüência daqui para frente. Qualquer crítica, sugestão, elogios ou só para conversar mandem email para anzini@horadoduelo.com.br sempre que possível estarei respondendo.

Abraços

 

Anzini

Carta “Banida” da Semana: The Forceful Sentry

fevereiro 16, 2012 8 comentários

______________

Dae rapaziada, dessa vez, fiz post o mais rápido possível, tive uma semana “daquelas” pqp, então teve um atrasinho, embora esse “da semana” do título é totalmente fictício, o que realmente importa é que sempre que puder será postado uma matéria nova, os caras que leem as vezes esquecem que nós também temos vida social, mulheres, familiares, trabalhos e amigos, mas sim nós temos! HAHAHA . Dito isso sem mais enrolações eu venho a vocês com mais uma carta daquelas bem safadas. The Forceful Sentry.

Efeito: “Olhe para a mão. Selecione 1 carta e retorne para o Deck. Depois embaralhe o deck.”

Eu vou começar falando dessa porcaria de efeito, pra mim nenhuma carta deveria mexer apenas na mão do oponente. Falando nisso, é uma das razões que eu penso que o deck de Wind-Up já vai pro espeto agora em março! O combo de eliminar cartas da mão do oponente.

Quando cartas mexem na mão do oponente elas devem ter um efeito igual na sua mão, ou alguma coisa contra o usuário da carta. Por que isso é a maior filhadaputagem que existe! Cartas como Card Destruction, Hand Destruction etc eu não vejo problema algum, embora também obriguem o oponente a descartar, não deixam você e ele em números desiguais, até por que elas tem -1 em draw. Outra baita sacanagem desse efeito, como se já não bastasse, é olhar a mão do oponente. Isso por si, já seria avacalhado.

Lendo tudo isso os players já devem estar pensando em uma carta específica(espero que estejam pelo menos), em uma das cartas mais fodas do meta atual:

Efeito: “Você só pode ativar essa carta se o seu oponente tiver 4 ou mais cartas em sua mão. Olhe a mão do oponente, depois selecione 1 monster card e retorte para o deck. O deck então é embaralhado.”

Dustshoot nada mais é do que uma versão totalmente mais fraca do que The Forceful Sentry. Primeiro que Forceful não possuí custo algum. Dustshoot só pode ser ativado dependendo da mão do oponente. Dustshoot mira apenas em monstros, Forceful em qualquer tipo de carta. E a maior diferença entre elas, uma é uma trap, precisa ser setada, enquanto outra é uma spell e pode ser ativada em qualquer hora do seu turno.

Vendo isso, eu espero que você que está lendo pense no efeito que Trap Dustshoot causa no jogo atualmente, nos metas que usam, praticamente a tornando staple, e alvo de especulação para a lista. Imagine o que aconteceria com uma carta igual The Forceful Sentry de volta a ativa. É por esse motivo que eu não postarei uma decklist exemplo nesse post. Por que eu não viso um deck que usaria ele antigamente, por que é uma carta com potencial para qualquer deck, e hoje em dia com certeza seria staple.

The Forceful Sentry foi lançada no TCG em 2002 no booster Magic Ruler, mais tarde renomeado Spell Ruler com a mudança de nome de magic card para spell card.

Nessa edição veio como uma carta Ultra rara, depois sendo relançada no apelão Dark Beginning 1 como rara.

Em setembro de 2003 ele foi para a lista de limitadas, e durou lá até março de 2005 quando ainda bem foi banida. É mais uma daquelas que provavelmente 80% dos duelistas de hoje nunca viram falar, ou provavelmente se viram não usaram.

Cartas com efeito estúpdos e principalmente sem custo devem sempre pertencer a banlist, amém! haauhauahauh

CURIOSIDADE:

Além da já dita versão fraca dessa carta, o soldado dela também aparece na arte de Forced Ceasefire.

Bom galerinha essa semana é isso, mais curtinho até por que não tinha muito para falar dela, além de sua óbvia estupidez.

Espero que vocês tenham gostado. E fiquem a vontade para mandar sugestões, reclamações etc paro o meu email anzini@horadoduelo.com.br

Abraços e até mais.

Anzini 

Carta “Banida” da Semana: Makyura The Destructor

janeiro 28, 2012 26 comentários

Bom essa semana vamos falar de uma carta extremamente apelona. Se formos pensar que a razão de qualquer carta estar banida é por ser apelona faz todo sentido é claro, mas essa tem motivos mais do que especiais, dessa vez a Carta “Banida” Da Semana (com apenas uma semana de atraso kkk) vai falar de : Makyura the Destructor

 

Efeito: Durante o turno que esta carta foi mandada para o cemitério, o possuidor desta carta pode ativar cartas armadilhas de sua mão.

Precisa falar mais alguma coisa? Essa carta tem efeito semelhante ao Temple of The Kings, que é uma spell, a diferença é que você tem que setar antes de ativar, o que não muda muita coisa, a grande diferença entre as duas é que Makyura é um monster card. Isso torna ele muito mais compatível com diversas outras jogadas.  Ele podia ser buscado pela Witch of the Black Forest e por Reinforcement of The Army, food para Allure, descartado/enviado para o grave muito facilmente.

 

Além de ter o efeito como coincidência ambas as cartas tem o  próprio Marik, uma no Deck Estrutura e o outro no primeiro anime do Yu-Gi-Oh!

 

Makyura the Destructor foi lançado no TCG no Set Dark Beginning 1 em dezembro de 2004, na raridade Super, e até hoje foi a única edição da carta lançada.

É meio complicado usar um deck só para essa carta como exemplo já que existem milhares de combos possíveis considerando usar Traps sem precisar seta-lás.

Mas vou dar um exemplo de otk que poderia ser feito.

1x Dark Magician of Chaos
2x Dark Scorpion – Chick the Yellow
2x Mystic Tomato
1x Magician of Faith
1x Makyura the Destructor
1x Morphing Jar
1x Witch of the Black Forest
1x Sangan
1x Sinister Serpent
1x Spirit Reaper

1x Snatch Steal
1x Change of Heart
1x Confiscation
1x Dark Hole
1x Delinquent Duo
1x Giant Trunade
1x Graceful Charity
1x Harpie’s Feather Duster
1x Heavy Storm
2x Monster Gate
1x Monster Reborn
1x Painful Choice
1x Pot of Greed
1x Premature Burial
1x Raigeki
2x Reinforcement of the Army
1x Swords of Revealing Light
1x The Forceful Sentry
3x Upstart Goblin

1x Call of the Haunted
1x Exchange of the Spirit
1x Imperial Order
1x Mirror Force
1x Ring of Destruction
2x Solemn Judgment
1x Torrential Tribute

1x Limit Reverse

Como podemos ver esse deck foi massacrado pela lista, tornando inviável o combo não só pelo Makyura, embora precise somente dele banido para fazer a jogada.

Para fazer a jogada, precisaria ter enviado Makyura The Destroyer para o grave, com qualquer carta, e já ter Dark Scorpion – Chick The Yellow no grave.

Special summon Chick com Call ou Limit do grave, e teria que atacar diretamente com ele, ativaria seu efeito: Quando causa dano de batalha retorna uma carta no campo para mão do dono. Seu outro efeito não é importante aqui.

Devolveria Call ou Limit para mão, isso destruiria Chick, como Makyura foi enviado pro grave, ainda na Battle Phase, ativaria a mesma carta trap para specia summon Chick de novo, atacar de novo e repetir a mesma operação até acabar. Convenhamos que é uma combinação bastante improvável, mas vale a pena ser sitada.

 

Essa é uma jogada estranha, mas a maioria dos combos do Makyura são com cartas de efeito Burn, um deck inteiro de draws já que não teriam que setar Reckless Greed, Jar of Greed,  Legacy of Yata-Garasu etc. Imaginem hoje em dia aquela porra de deck chato do Chain Burn, usando Accumulated Fortune, Just Desserts, Secret Barrel sem ter que setar nada disso! Por falar nisso um abraço pro Dan o Amarelo, que levou na cara com esse deck no nosso mini champ de mim, e fico putinho! HAHAHA BJU DAN!

Tem um exemplo de um combo burn nesse vídeo:

 

Claro que tem outras cartas banidas no vídeo, como é uma carta antiga é difícil usar algo atual como exemplo, porem como eu disse daria fácil para usar num Chain Burn hoje em dia e agilizar muito os OTK’s.

Embora Makyura tenha sido jogavel por um tempo no OCG, esse tempo foi realmente pequeno. Makyura the Destructor foi uma das pouquíssimas cartas do Yu-Gi-Oh! que tiveram a “honra” de serem banidas em uma das famosas LISTAS DE EMERGENCIA! Antes mesmo de ser lançado no TCG.

E lá ficou desde então, e por lá ficou e ficara para eternidade. Esse é um grande exemplo de prova daqueles que criam as cartas não entendem merda nenhuma sobre o jogo, para criarem uma cagada dessas! XD

 Em todas as listas muitos players tem esperanças de verem cartas que já fizeram grande estrago voltando, principalmente aqueles que não tiveram o prazer de usarem. Eu particularmente sempre torci por CCV, iria ser de mais! AHAHAHHA

Mas como ninguém imaginaria BLS ou Dark Hole na ativa novamente, nunca tenham essa esperança com Makyura, imaginem a bagunça que essa carta traria para o jogo. VISH!

Algumas curiosidades sobre a carta:

Como eu disse Marik usou essa carta no anime na Batalha da Cidade, nas finais no duelo contra a Mai Valentine. Ele equipou Makyura com Black Pendent e atacou The Unfriendly Amazon da Mai, que ativa Amazoness Archers, reduzindo o ataque do Makyura para 1600 novamente, destruindo-o. Causando 500 de dano na mai pelo Pendent, e permitindo Marik usar Rope of Life da mão ressuscitar Makyura com mais 800 de ataque. A cena continua quem quiser ver completa é nos episódios 90,91 e 92 do primeiro Yu-Gi-Oh!

 

 Não tem como mensionar a Mai e não colocar nada dela aqui né??? HAHAHAHAH

 

Ele foi visto em mais alguns momentos como nas mãos de Marik contra Bakura também na Batalha da Cidade, e no episódio 148 que Rex e Weevil imaginam por que Pegasus tinha convidado Yugo para Ilusões Indústriais, eles imaginam Yugi segurando algumas cartas entre elas Makyura The Destructor. E também no encerramento na segunda temporada do Yu-Gi-Oh! GX

 

 

As imagens estão meio ruins mas tão ai, e foi chaaato de achar hauahuaha

Aqui na versão mangá:

 

O olho da criatura é o “Olho de Wdjat”, que na mitologia egípcia era um símbolo de proteção, e ficou muito conhecido no desenho. Clássico!!!

 

Agora a maior curiosidade de todas para mim é que Makyura podia ser responsável por um NTK! O que é isso? NO TURN KILL!!!!!

PORRA confesso que eu nem sabia que existia nome para isso. Existem poucas maneiras de fazer:

1-     Seu oponente desiste assim que vocês compram e quando ele começa.

2-     Seu oponente te causa 8000 de dano direto e você invoca Gorz The Emissary of Darkness como resposta! PQP Já pensou que baga pro oponente! KKK

3-     O oponente começar e você saca as 5 partes do Exodia the Forbidden One! Tá bom! Vai ser cagado assim no inferno! ¬¬

4-     Seu oponente começa, usa Hand Destruction ou Card Destruction, ou qualquer outro semelhante que você possa mandar o Makyura para o grave, e ter a mão cheia de traps causadoras de dano. Mesmo na sua mão elas continuam traps e você ainda pode usar no turno do oponente, então se causasse 8000 de dano venceria sem nem ter turno!

Essas são as únicas formas de um NTK acontecer! Hehe

Bom rapaziada esse foi o artigo da semana, espero que tenham gostado tanto quanto eu fazendo ele. Hehe

Critiquem dêem sugestões, comentem e até a próxima.

Abraços

Anzini

Carta “Banida” da Semana

janeiro 15, 2012 36 comentários

 

Como a galerinha tem pedido bastante essa seção ultimamente, e nosso brother ZeCA não tapodendo fazer, eu fui solicitado para continuar. Claro que não podia deixar de pedir a benção do queridíssimo. Hehe. Como ele liberou, ele sempre teve essa mania de liberar AHUAHAUAH (brincadeira Zecão!)

Já antecipando, quando eu fui começar a esse post eu passei um tempo lendo os antigos, e eles estão MUITO bem feitos, muito foda mesmo, espero poder manter o nível, ainda mais que eu não tenho tanta experiência quanto ele nem no jogo, nem no pc, mas qualquer coisa foi o primeiro post nessa sessão, então peguem leve. Kkk

A Carta Banida do “Semestre”, quer dizer….”Ano”, opz…”Semana” , dessa vez será uma carta que ainda é fresca na memória dos players, e que sozinha consegue acabar com um jogo, se não com os duelos, pelo menos com a graça.

ROYAL OPPRESSION

 

  

EFEITO

 “Cada jogador pode pagar 800 pontos de vida para negar a Special Summon de um monstro(s), e/ou um efeito que faça a Special Summon de um monstro(s), e destrua essa carta.”

Acho que nem precisa falar muito sobre ela, por ser uma carta até que recente quase todos os players enfrentaram ela, talvez não três, mas com certeza uma.

Começo falando da história da carta. Royal Oppression faz parte da família de cartas “Reais” que são um grupo de traps voltadas a negar e/ou limitar o efeito de cartas.

Todas essas cartas retratam um imperador, seus soldados, castelos ou revolucionários querendo derrubar o imperador. Eu particularmente estava entre os revolucionários por que eu odiava essa carta com todas as minhas forças. HAHAHA

Existe uma sequência certa para essa história mas não vem ao caso agora.

Vocês podem ler aqui: https://horadoduelo.wordpress.com/2009/06/24/1067/ um pouco disso, num roteiro muito bem feito por nosso amigo _MoNo_.

 

 

Falando de card game agora, essa carta apareceu no TCG no booster Dark Beginning 2, em 27 de julho de 2005.

Convenhamos que em 2005 não existia motivo nenhum para criação de um card desses. O jogo era lento, quase nenhuma special summon, e por um tempo nossa carta ficou esquecida na história. Eu fiz uma busca por grandes campeonatos de Yugi TCG e a primeira aparição de Royal Oppression que eu vi foi no falecido Shonen Jump Championship (Atual YCS) em Atlanta nos estados unidos, em 2008. Em um dos TeleDAD do top 8, duas cópias dela no SIDE deck.

Em 2009 também num SJC agora em Indianapolis, dois decks de Blackwing num top8. Um vayu e o outro não. O deck de Fili Luna tinham 3x Royal Oppression de side. E o vayu de Rodrigo Togores já tinha duas no MAIN DECK.

Vem ai uma coisa que eu queria comentar, o início do VAYU OPPRESSION!

No mesmo ano o mesmo Togores vence em Orlando com o tau Blackwing Oppression.

 

 

Monsters

2x Blackwing – Blizzard Far North

3x Blackwing – Bora The Spear

1x Blackwing – Gale The Whirlwind

3x Blackwing – Kalut The Moon Shadow

3x Blackwing – Shura The Blue Flame

3x Blackwing – Sirocco The Dawn

2x Blackwing – Vayu The Emblem of Honor

1x Dark Armed Dragon

2x Dark Grepher

1x Plaguespreader Zombie

Spells

2x Allure of Darkness

3x Black Whirlwind

3x Book of Moon

1x Brain Control

1x Giant Trunade

1x Heavy Storm

1x Mystical Space Typhoon

Traps

2x Bottomless Trap Hole

1x Call of The Haunted

2x Icarus Attack

1x Mirror Force

1x Torrential Tribute

2x ROYAL OPPRESSION 

Não vou me atentar ao extra nem side, mas tenho que constar que no side tinha mais uma da chata oppression.

Essa era a grande força das talz galinhas pretas. Baixava tudo que podia de repente travava o jogo com oppression e ainda assim podia usar o Vayu.

Quem nunca levou na cara desse deck que atire a primeira pedra hauauhahuh

 

 

Mudando um pouco de rumo busco aquilo que pra mim foi o auge da Royal Oppression, o ANTI-META.

A porra do Gadget Oppression! Ele surgiu também em 2009.

 

 

Monsters

2x Green Gadget

2x Yellow Gadget

2x Red Gadget

2x Banisher Of The Radiance

2x Kycoo The Ghost Destroyer

3x Thunder King Rai-Oh

1x Breaker The Magical Warrior

3x Fossil Dyna Pachycephalo

Spells

2x Shrink

2x Book of Moon

2x Enemy Controller

2x Lightning Vortex

1x Smashing Ground

1x Hammer Shot

Traps

1x Mirror Force

1x Torrential Tribute

2x Bottomless Trap Hole

3x Solemn Judgment

3x Dimensional Prison

3x ROYAL OPPRESSION

 

 

O mais interessante disso tudo é que esse é o melhor deck de oppression e nunca ganhou porra nenhuma, apenas pegou alguns tops importantes. Mas com certeza é aquele que mais incomodou os players da época, eu digo que foi o segundo deck mais insuportável de se jogar contra da minha história de player (o primeiro é o GB, não por que é bom ou não, mas por que é chato pra caralho mesmo! ODEIO GB hauahuah). Esse deck o cara jogava assim: Compro, destruo, invoco, ataco, seto duas, passo, compro, destruo, invoco, ataca, seto outra, passo, compro…..

Ai no meio disso ai tem négo, néégo, néééégo hauhauauh tradicional anti-meta.

Foi apartir disso ai que o ódio começou a aparecer no yugi kkk, pelo menos pelos aqui em Joinville, acho que os únicos que gostam de gadgets por aqui são aqueles que vieram depois disso, na porra da era machina.

 

Os gadgets são tão palhas que eles só tinham no deck do Yu-Gi pitoco, o faraó nunca invocaria eles! HAHAHA

Bom ai chegamos num ponto que o card game parou, ai você me pergunta…como assim? Você ia num campeonato e não conseguia jogar, por que quando pegava um deck desses travava tudo, o espetáculo, os combos tudo morria contra 3x Royal Oppression, essa é uma das horas boas da maldita Ban List. Em setembro de 2010 ela passou a ser limitada, antes disso chegou a ser semi-limitada, mas não fez muita diferença nos resultados.

Eu digo até que enfim…..e o número de pessoas que insistiam no deck diminuiu MUITO, porém começou o verdadeiro motivo do qual Royal Oppression foi banida. Porra se não tinha mais anti-meta por que diabos banir oppression? Ela nem incomodava mais tanto!

Calma ai toma um fôlego aqui com a Aki, respira fundoo

 HAHAHAAHAHAHAHA

Porque a porcaria da carta passou a figurar em TODOS os decks, TODOS.

Cada porra de deck que existia começou a usar ela, quem fazia a jogada primeiro ativava e que se foda daí pra frente, eu tenho a vantagem.

O principal exemplo disso acretido ser os Six Samurais, um dos decks mais rápidos da história, e mesmo após a limitação de Gateway ainda fazia muito estrago no meta game, como o Shi En segurava muito o jogo limitando as jogadas, ele e oppression conseguiam foder tudo, até que perceberam que todo mundo podia fazer isso.

 Todo deck independente de quantas specials summons faziam, no main ou no side, num duelo você iria ver oppression no campo, em qualquer lado do campo, nos dois, sei lá.

Se você conseguisse usar o efeito apenas uma vez já era bem usada. Depois disso, era só uma questão de tempo para brincadeira chegar ao fim, para mim ainda foi tempo de mais.

Em setembro de 2011 com a previsão de muitas mudanças no jogo a tal da Royal Oppression foi pro limbo de onde eu particularmente acho que nunca deve sair hauhauah.

Curiosidades sobre essa carta:

As pessoas presas pelos soldados do imperador na imagem, mas tarde se rebelariam e se tornariam Exiled Force.

 

A imagem da Royal Oppression aparece na arte da carta Trap Stun.

 

E no anime, não sei quando nem quem usou, mas ela aparece também numa carta chamada Trap Pause.

 

Mal da para ver mas uma tabuleta é Skill Drain e a outra é a Royal Oppression.

Essa carta é uma das SEIS únicas cartas da história a terem sido liberadas, semi-limitadas, limitadas e proibidas, as outra cinco são:

Magician of Faith, Cards of Safe Return, Chaos Sorcerer, Rescue Cat e United We Stand.

 

Bom galerinha é isso ai, espero que vocês tenham gostado, façam comentários, sugestões critiquem, qualquer coisa hehe.

Mandem idéias pro meu email, pro email do blog, sempre que pudermos responderemos.

Abraços

Anzini

Carta “Banida” da Semana ESPECIAL: Draw Cards

fevereiro 19, 2011 18 comentários

Olá pessoal, depois de algum tempo forjando, hoje teremos um Carta “Banida” da Semana ESPECIAL de natal porque observando as sugestões de cards do pessoal, muita gente pediu cartas magicas de compra. Não tem como eu falar de draw cards sem amarrar as várias cartas que agilizam seu jogo como Graceful Charity, Mirage of Nightmare, Pot of Greed, e Sixth Sense (esta ultima será apenas comentada a motivo de curiosidade já que não tem muito interesse prático uma vez que nunca veio para o TCG), até porque essas cartas foram banidas pelo mesmo motivo e portanto serão alvo do nosso Carta “Banida” da Semana de hoje.

Existem varias filosofias de jogo que explicam ao porque essas cartas foram banidas, e pra saber com certeza o motivo eu teria de ser o próprio responsável pela inclusão destas na lista de banidas, porém, venho aqui humildemente escrever o meu ponto de vista sobre o assunto tornando o mesmo subjetivo e cheio de opiniões próprias, e não tentando manter a imparcialidade que até então eu presava (ou pelo menos tentava =P) . Alem disso, me perdoem se o post ficar muito extenso ou muito curto (sabe como é, normalmente fica muito extenso e depois a gente vai cortando tudo que é de inútil e não sobra nada kkkk). Fiquem a vontade para dar os seus próprios pontos de vista sobre o assunto e inclusive não tenham medo de falar mal, mas ao falar mal sempre lembrem-se que o post é meu, eu posto o que eu quiser e do jeito que eu quiser (Mwa hwa hwa <risada maléfica> =P). Mas então chega de papo de vamos aos cards:

Graceful Charity

GracefulCharityHL04-EN-UPR-UE.png

Tipo do card: SPELL CARD
Tipo: Normal
Encontrada em: Dark Beginning 2 (DB2-EN095 – R)
Starter Deck: Pegasus (SDP-040 – SR)
Hobby League Participation Cards: Series 4 (HL04-EN004 – UPR)
Dark Legends (DLG1-EN089 – SR)
Retro Pack (RP01-EN088 – R)

Texto: Compre 3 cartas do seu Deck e, depois disso, descarte 2 cartas da sua mão.

Mirage of Nightmare

MirageofNightmarePGD-EN-SR.jpg

Tipo do card: SPELL CARD
Tipo: Continuous
Encontrada em: Dark Beginning 2 (DB2-EN233 – C)
Pharaonic Guardian (PGD-036 – SR)

Texto: Durante a Standby Phase do seu oponente, compre cartas até você possuir 4 cartas na sua mão. Durante a sua Standby Phase, descarte aleatoriamente ao Cemitério uma quantidade de cartas igual ao número de cartas que você comprou com o efeito desta carta.

Pot of Greed

PotofGreedSD4-EN-C-1E.jpg

Tipo do card: SPELL CARD
Tipo: Normal
Encontrada em: Dark Beginning 1 (DB1-EN134 – SR)
Legend of Blue Eyes White Dragon (LOB-EN119 – R)
Starter Deck: Yugi Evolution (SYE-040 – C)
Structure Deck 1: Dragon’s Roar (SD1-EN015 – C)
Structure Deck 2: Zombie Madness (SD2-EN017 – C)
Structure Deck 3: Blaze of Destruction (SD3-EN019 – C)
Structure Deck 4: Fury from the Deep (SD4-EN018 – C)
Tournament Pack 3rd Season (TP3-014 – C)
Duelist Pack: Kaiba (DPKB-EN029 – UtR)
Magic Ruler (MRL-E129 – R)

Texto: Compre 2 cartas.

Sixth Sense

SixthSenseVB6-JP-UR.jpg

Tipo do card: TRAP CARD
Tipo: Normal
Encontrada em: Value Book Promotional Cards: Series 6 (VB6-003 – UR) -> APENAS NO OCG

Texto: Declare dois números entre 1 e 6. Seu oponente rola um dado de seis lados. Se o numero rolado é um dos dois números declarados, compre o numero de cartas. Se não, envie as cartas do todo do seu baralho para o cemitério igual ao número rolado.

*** Analise dos Cards: Hoje vamos abordar uma temática diferente para analisar os devidos cards, mas primeiro vou dar uma breve explicação sobre o valor de efeito das cartas (+1, -1, dentre outros). Vamos tomar como exemplo a carta Pot of Greed. ao utilizar esse card você “gasta” 1 card e “recebe” 2 cards, logo esta é considerada uma carta +1. Tomando outro exemplo a carta Allure of Darkness, que ao ser utilizada o jogador “gasta” 2 cards (1 removida e a outra a própria Allure of Darkness) e “recebe” 2 cards, tornando uma carta +0. E por fim temos como exemplo Dark World Dealings que ao utilizar você “gasta” 2 cards (um descartado e o outro é o proprio Dark World Dealings) e compra 1 card, portanto temos uma carta -1. A maneira como serão aproveitadas essas jogadas não é o foco aqui, e é sabido que existem cartas que dependendo de como são utilizadas podem se tornar +2,+3,+4 até como por exemplo Dark Hole, portanto fica claro que uma carta não é ruim porque é -1 ou ótima porque é +1, tudo varia do modo como é utilizada. Entendido isso podemos analisar que a grande maioria dos cards de compra banidos são +0, +1 ou acima disso. Isso ocorre no caso dos cards  de compra por uma filosofia de jogo da própria Konami (julgo eu), e até pra deixar os jogos mais lentos e equilibrados (isso é visto ao observarmos que as listas de banidas sempre tentam abolir o FTK, o Frog FTK é só um dos exemplos), o jogador não pode receber mais do que pagou pra ter, ou seja, cartas como Pot of Greed, Mirage of Nightmare, são cartas que devem ficar eternamente banidas,  e cartas +0 ficam normalmente entre limitadas a 1~2 cards por deck e banidas de acordo com o grau de drawback (drawback pra quem não sabe é o efeito negativo do card) do mesmo. Temos como exemplo Graceful Charity que é banido, já que é uma carta +0 porém seu drawback não é nada ruim, Allure of Darkness limitada a 1~2 unidades conforme a lista,e uma carta que escapou temporariamente é Pot of Duality que apesar de ter um drawback porreta (não poder special summon e utilizar apenas 1 por turno) ainda é um card de compra +0 portanto fica ae minha opinião sobre o que deve acontecer com o card. Mas enfim, vamos analisar os cards já citados fazendo sempre referencia ao valor de efeito do card, e depois dessa breve longa explicação voltamos a analise dos cards:

– Tipo NORMAL SPELL: Para Graceful Charity e Pot of Greed é justo de acordo com o seu efeito, que abriria apenas possibilidade para uma QUICK SPELL e por consequência uma série de jogadas perigosas como acontece com cartas conhecidas do ramo (exemplo Hand Destruction).
– Tipo CONTINUOUS SPELL:
Para Mirage of Nightmare esse tipo ja torna o card mais interessante ja que ao mesmo tempo que gera o drawback de só poder ter ativada no turno do jogador e ter seu efeito resolvido apenas no turno do oponente, da a vantagem de ser utilizada como magica contínua, ou seja, enquanto ela estiver em campo o efeito é aplicado todo o turno.

– Efeito: Começando pelo efeito de Pot of Greed, o mais simples de todos (pra quem não sabe essa carta possui o menor texto entre os cards de Yu-Gi-Oh Card Game), o que basta ser analisado aqui é apenas a simples possibilidade de trocar 1 card por 2, logo é um card +1, e como é visto com frequência no jogo, a compra de dois cards aumenta em muito as chances do jogador por fim a um duelo mais do que uma carta sozinha na mão (vemos isso com frequência nos animes que sempre que o personagem está perto de perder ele saca aquela Pot of Greed, e compra os dois cards necessários para terminar o jogo kkk). Agora vamos pra Graceful Charity, se formos analisar, é uma carta que teoricamente não merecia estar banida por ser +0, porém como já vimos acima o seu drawback é que mata, muito útil em praticamente qualquer deck hoje em dia que deseja agilizar seu jogo e ao mesmo tempo enviar os cards que interessam ao cemitério (não colocando aqui o deck de Dark World que é a maior pedida). Eu diria até que foi uma carta mal projetada, já que se a parte do efeito que descarta os cards fosse um custo de ativação (as vezes nem um custo de ativação, apenas resolvesse antes da compra) acredito que ela no máximo ficaria restrita a 1 unidade por deck. Uma versão corrigida (e desta vez é corrigida mesmo kkk) deste card é a já citada Hand Destruction, é uma carta -1 e mesmo assim muito utilizada pela agilidade que proporciona ao deck, perdeu em compra de cards e teve seu drawback corrigido e ainda ganhou um extra por ser quick spell. Temos agora uma das mais interessantes das 4 cartas: Mirage of Nightmare é um card que quando foi criado foi tentado ao máximo ser balanceado, proporcionando ao jogador um efeito de compra digamos até que absurdo e em contra partida um drawback que na teoria era pra ser matador. A primeira vista olhamos para o card e pensamos, de que adianta comprar até 4 cartas no turno do oponente e não poder usar na minha main phase, já que o descarte é feito na standby phase. Eu diria que sozinho esse card já gera um impacto dependendo a maneira como é utilizado e em conjunto com outros cards seu uso seria indispensável. Agora podemos observar algumas jogadas que podemos fazer envolvendo essas cartas já citadas:

-> Pot of Greed + Serial Spell: Caso você tenha apenas essas 2 cartas na mão, é só ativar Pot of Greed com Serial Spell na chain para comprar 4 cartas. Uma jogada +2 se maiores dificuldades…

-> Pot of Greed + Spirit of the Pot of Greed/Avatar of the Pot: Para cada uma dessas cartas em campo você pode levar um Pot of Greed de +1 para +2. Mas convenhamos que não é a melhor jogada do mundo…

-> Grafeful Charity + Monster Card qualquer que possa ser special summon+ Monster Reborn/Call of Haunted/Premature Burial/outras: Uma jogada padrão com Graceful Charity sempre foi descartar um combo monster, ou até mesmo um monstro forte qualquer que possa ser special summon, e após comprar os cards reviver o monstro descartado. Pode parecer simples, e nem aumenta o valor da jogada mas é muito útil.

-> Graceful Charity + Treeborn Frog/Plaguespreader Zombie/Mezuki/Sinister Serpent/Marie the Fallen One/outros: Outra maneira básica de não só rebater o drawback, mas também desenrolar suas jogadas de maneira mais fácil é mandando monstros que tem seus efeitos ativados no cemitério.

-> Graceful Charity + Light/Dark Monster + Dark Armed Dragon/Chaos Sorcerer/Black Luter Soldier – Envoy of the Beginning/Chaos Emperor Dragon – Envoy of the End: Descartando monstros dark/light pelo efeito de Graceful Charity você tem food para monstros que necessitam remover outros do cemitério para terem seus efeitos ativados.

-> Graceful Charity + Dark World Monsters: Como o descarte de Graceful Charity é um efeito e não um custo ela cai de cabeça em um deck Dark Word com drawback nulo pois além de ter o efeito benéfico do descarte, a compra vem antes, por consequência, você adquire novas opções antes de realizar os efeitos.

-> Mirage of Nightmare + Emergency Provisions: Jogada clássica de Jaden, ativando Mirage of Nightmare no seu turno e setando Emergency Provisions, quando for a standby phase do seu oponente você compra até ter 4 cartas na mão, e antes do seu oponente passar o turno (ou até mesmo durante o turno dele, caso seja necessário) você ativa Emergency Provisions e envia Mirage of Nightmare para o cemitério, ganhando 1000 life points. Portanto temos uma jogada que pode ser até +2 (depende da quantidade de cartas que você já tinha em mãos) sem maiores dificuldades. Também funciona com Mystical Space Typhoon e com Double Cyclone.

-> Mirage of Nightmare + Forced Requisition + Dark World Monsters: Com Mirage of Nightmare e Forced Requisition em campo para um Dark Word deck é uma ótima pedida, porque além do jogador ter o controle sobre os cards que serão descartados, em combinação com Forced Requisiton, gera um hand destrucion para o oponente. O resultado do combo é destruição da mão do oponente (isso me lembra o filme Jogos Mortais… xP), alta rotatividade de cards na mão do jogador e uma baita presença de campo com os Dark World Monsters.

Como desta vez estamos falando de 3 cards, não posso deixar de colocar a aplicação das 3 cartas em decks de torneio. A sacada é que essas 3 cartas nunca chegaram a jogar juntas devido as datas de lançamento e épocas em que foram banidas, então vou apresentar 2 decks, o primeiro é do campeão do Kings Games Regional (2007) Tony Mera com seu Dark World:

Main Deck

1 Breaker the Magical Warrior
2 Broww, Huntsman of Dark World
2 Brron, Mad King of Dark World
1 D. D. Warrior Lady
2 Dekoichi the Battlechanted Locomotive
3 Goldd, Wu-Lord of Dark World
1 Magician of Faith
1 Morphing Jar
1 Night Assailant
1 Sangan
3 Sillva, Warlord of Dark World
1 Spirit Reaper
1 Treeborn Frog

1 Card Destruction
1 Confiscation
3 Dark World Lightning
1 Graceful Charity
1 Heavy Storm
1 Mystical Space Typhoon
1 Nobleman of Crossout
1 Pot of Avarice
2 Smashing Ground

2 Deck Devastation Virus
1 Dust Tornado
1 Mirror Force
1 Ring of Destruction
2 Sakuretsu Armor
1 Torrential Tribute

E o segundo deck é do campeão do Shonnen Jump Columbus (2005) Pat Smith com seu Chaos Hybrid:

Main Deck

1 Black Luster Soldier – Envoy of the Beginning
2 Blade Knight
1 Breaker the Magical Warrior
3 D. D. Assailant
3 D. D. Warrior Lady
1 Fiber Jar
2 Kycoo the Ghost Destroyer
1 Magical Scientist
1 Sinister Serpent
1 Tribe-Infecting Virus

1 Emergency Provisions
3 Enemy Controller
1 Heavy Storm
1 Mirage of Nightmare
1 Mystical Space Typhoon
1 Painful Choice
1 Pot of Greed
1 Premature Burial
2 Reinforcement of the Army
3 Scapegoat
2 Smashing Ground
1 Snatch Steal

1 Call Of The Haunted
1 Ring of Destruction
3 Sakuretsu Armor
1 Torrential Tribute

Extra Deck

1 Ceasefire
1 Confiscation
3 Dust Tornado
2 Giant Trunade
2 Hallowed Life Barrier
1 Jinzo
1 Kinetic Soldier
2 Nobleman of Crossout
1 Pikeru’s Circle of Enchantment
1 The Forceful Sentry

*** E hoje: Como muitos dos cards que vimos aqui, esses 3 não fogem nada do que já foi dito antes. Eram cards fortes para as suas épocas e hoje seriam igualmente fortes se não mais, tanto que alguns combos citados nem foram usados em suas épocas pois quando o combo saiu a carta já havia sido banida, podendo ser testado apenas em modo Traditional.

*** Curiosidades:

– O Anjo de Graceful Charity aparece em uma outra carta chamada Enervating Mist, que ironicamente tem seu efeito relacionado com a quantidade de cards na mão.Pela arte eu diria que alguem soltou uma buffa das grande pro anjo cheirar…

https://i1.wp.com/images.wikia.com/yugioh/images/e/ed/EnervatingMistDR3-EN-R-UE.png

– No anime apenas, existe um irmão maligno de Graceful Charity chamado Disgraceful Charity (original não??), e se trata de um capeta que lembra muito os traços de Dragonball…

https://i0.wp.com/images.wikia.com/yugioh/images/0/0c/DisgracefulCharity-JP-Anime-DM.png

Graceful Charity, Pot of Greed juntamente com Delinquent Duo faziam parte de um Card Combo chamado The Trinity que consistia em dar uma massiva vantagem de mão para o jogador. Todas foram banidas em 2005.

GracefulCharityHL04-EN-UPR-UE.pngPotofGreedSD4-EN-C-1E.jpgDelinquentDuoDB1-EN-SR.jpg

 

*** Conclusão: Os 3 cards apresentados, são fortes no sentido de agilizar o jogo e dar uma vantagem numérica de cartas em relação ao oponente, e por não seguirem uma filosofia básica de jogo da Konami (que foi implantada no decorrer dos anos de Yugioh CG) acredito que estarão nessa lista para sempre. Porém posso ressaltar principalmente Pot of Greed e quem sabe Graceful Charity que são cards que mesmo não seguindo a politica de jogo, já foram staples (pra quem não sabe staple é uma carta que vai em praticamente qualquer deck por ser uma carta forte sem o auxilio de nenhuma outra, conhecido como carta base, podemos dar o exemplo de Mystical Space Typhoon, Mirror Force ou Dark Hole), ou seja, caso haja alguma compensação maluca por parte da lista, essas cartas tem a plena possibilidade de voltar como aconteceu com Dark Hole para compensar Heavy Storm, ou Call of Haunted para compensar Premature Burial e algumas listas atras. Hoje não consigo ver nenhuma carta no TCG que possa ser banida para compensação com as já citadas, mas não temos como prever o que vai sair porai…

** E não deixem de acessar o blog pois em alguma semana que vem teremos mais  Carta “Banida” da Semana (quem sabe não vem o mais novo synchro membro da lista porai…)!

-> Gostou? Achou fraco? Ahh lembrou de uma jogada que eu não postei? Para essas e outras mais comentem sem parar! E não esqueçam de mandar sugestões sobre qual carta você gostaria de ver em Carta “Banida da Semana!

-> Só um ultimo comentário: essa matéria ficou algum tempo parada e algum tempo sendo modificada devido ao trabalho que me deu juntamente com a falta de tempo, então caso algum comentario esteja desatualizado e foi passado em branco na revisão por favor me corrijam.

Postado por: ZeCA

Carta “Banida” da Semana: Last Turn

setembro 25, 2010 21 comentários

Olá pessoal, primeiramente peço desculpas pelo atraso de uma semana que ocorreu por problemas técnicos (sempre que alguém não quer se justificar de um erro só fala que foi “problema técnico” já viram??). Mas hoje é sabado, e no sabado temos nada mais, nada menos que Carta “Banida” da Semana!

Hoje pela primeira vez (só notei isso depois que comecei a escrever o review) vamos falar de um card que não é monster card e está aqui graças a sugestão do nosso amigo immortal (obrigado immortal). A principio achei aquelas cartas que se banem sozinhas, se é que vocês me entendem, uma carta tão foda legal que nasceu pra ser usada apenas 6 meses. Mas olhando com mais calma eu vi que é uma carta que se bane sozinha e que nasceu pra ser usada apenas 6 meses (kkkk) mas ainda sim, não deixa de ser uma carta extremamente interessante (tanto que só foi semi-limitada em set 2003 e finalmente banida em abr 2006) com uma série de jogadas que quando você olha pela primeira vez você diz “meuuuu!!!!”, e é isso, hoje vamos falar de:

Last Turn

Tipo do card: TRAP CARD
Tipo: Normal
Encontrada em: Dark Beginning 2 (DB2-EN206 – R)
Tournament Pack 6 (TP6-EN015 – C)
Legacy of Darkness (LOD-EN099 – UR)

Texto: Ative somente durante o turno do seu oponente e quando você possui 1000 ou menos LPs. Selecione 1 monstro que você controla, e envie todas as outras cartas do campo e da mão de ambos os jogadores ao Cemitério. Depois disso, seu oponente deve Special Summon 1 monstro virado para cima na Posição de Ataque do Deck dele e atacar o seu monstro (Qualquer Dano de Batalha desta batalha é reduzido a 0). O controlador do monstro que permanecer sozinho no campo na End Phase deste turno vence o Duelo. Qualquer outro caso será considerado empate.

*** Analise do Card: Até me espanta o tempo que esta carta ficou em jogo, só de olhar pra ela eu já consigo imaginar uma infinidade de combos que podem ser feitos e quando tudo der errado, o jogo empata (kkkkk). Mas enfim, brincadeiras a parte, é facil olhar pra carta hoje e ver quantos combos são possíveis com ela já que temos várias cartas lançadas posteriormente a este card, então colocar essa carta (assim como o Destiny Hero – Disk Commander da semana passada) na lista de cartas que foram banidas devido a lançamentos de cards posteriores, mais ou menos aquela situação do japonês que pega aquela carta que ninguém lembra mais e junta com uma que acabou de sair pra fazer aquele combo estúpido (RESCUE CAT… falei ou pensei isso?!?!), então vamos ou card:
– Tipo NORMAL TRAP: Nada mais justo para esse card, já que se fosse diferente disso (counter trap por exemplo) nenhuma chain seria possível exceto com cards da mesma velocidade. Mas enfim, dado as características do card não se espera que seja diferente disso.
– Efeito: Aqui vamos por partes (ia usar aquela velha piada do Jack estripador, mas deixa pra lá…) primeiramente o drawback “Ative somente durante o turno do seu oponente e quando você possui 1000 ou menos LPs”, esse é um contra-efeito bem chato já que essa é uma carta pra ser ativada somente no fim de jogo e quando você estiver levando uma surra (teoricamente), esse card comprado na primeira mão, ou bem no inicio do jogo é uma dead draw e não vai servir pra nada, ainda com o risco de você perder sem ficar com 1000 LPs ou menos. É claro que existem alguns artifícios (óbvios ou não) pra se conseguir chegar em 1000 Life Points de uma maneira mais rápida do que simplesmente levar na cara como veremos nos combos mais adiante. Agora vamos pro efeito propriamente dito “Selecione 1 monstro que você controla, e envie todas as outras cartas do campo e da mão de ambos os jogadores ao Cemitério. Depois disso, seu oponente deve Special Summon 1 monstro virado para cima na Posição de Ataque do Deck dele e atacar o seu monstro (Qualquer Dano de Batalha desta batalha é reduzido a 0)”, o tipico duelo de filmes western, ou o famoso “cai de mano”. Neste momento de angústia, com o seu oponente dominando o jogo, você invoca o seu monstro mais poderoso e diz: “cai de mano”, ativa Last Turn, seu oponente aceita o convite e traz seu monstro mais forte e termina com os dois se digladiando (é digladiando mesmo, procurei no google) até a morte sem que nenhum dos jogadores leve dano dessa batalha. E por fim “O controlador do monstro que permanecer sozinho no campo na End Phase deste turno vence o Duelo. Qualquer outro caso será considerado empate”, aonde nos diz o mais óbvio, que caso seu pokémon seja vencedor da briga leva o duelo, e o menos óbvio que caso seu pokémon perca a batalha o duelo EMPATA. É praticamente uma rinha de galo kkkk… Então isso nos leva é uma série de combos prováveis e improvaveis dos quais alguns eu vou citar aqui:

-> A Cat of Ill Omen + Wall of Revealing Light + Jowgen the Spiritualist + Last Turn: Basta invocar A Cat of Ill Omen virado para baixo e colocar Wall of Revealing Light tamém virado para baixo e passar. Quando seu oponente atacar deixe o A Cat of Ill Omen ativar seu efeito flip colocando Last Turn no top deck e antes do seu oponente passar o turno ative Wall of Revealing Light deixando seus pontos de vida em 1000. No seu turno novamente basta colocar Last Turn virada para baixo e invocar Jowgen the Spiritualist e passar o turno. No turno do seu oponente ative Last Turn, e como o Jowgen the Spiritualist não permite special summon, seu oponente não poderá trazer nenhum monstro e por consequencia você vence o duelo. Lembrando que a jogada Cat of Ill Omen + Wall of Revealing Light é valida pra quaisquer das situações que virão mais adiante.

-> Suijin/Kazejin/Sanga of the Thunder + Last Turn: Pouca gente lembra do efeito dos monstros preferidos dos irmãos Para e Dox, e com o efeito de uma vez zerar o ataque de um monstro que batalhe com eles, então, com um desses caras na mesa é só ativar Last Turn que o ultimo monstro em campo vai ser ele.

-> Monstro com mais de 3800 de ATK (Cyber-Stein+Blue-Eyes Ultimate Dragon) + Last Turn: O monstro que tem maior ataque conhecido (monstro de deck que pode ser special summon) é o Beast Machine King Barbaros Ür com 3800 de ATK, portanto, qualquer monstro que tenha mais ataque que esse, sem o auxilio de cartas magic ou traps logicamente, vencerá o duelo, o exemplo mais prático que eu coloque me baseando na época é o Cyber-Stein+Blue-Eyes Ultimate Dragon que além de te sugar 5000 pontos de vida (auxiliando a chegar na condição de ativação do card) ainda tráz o mega dragão de 4500 de ATK.

-> Waboku + Wall of Illusion/Kelbek + Last Turn: Outro método de vitória é ativar Waboku na corrente com Last Turn tendo Wall of Illusion/Kelbek/Mist Valley Soldier em campo. Após a batalha o seu monstro não vai ser destruido e vai mandar o monstro do oponente pra mão deixando seu monstro em campo e fazendo com que você ganhe o duelo.

-> Interplanetary Invader “A” + Last Turn: Mais um método de se ganhar com esse card é utilizando o Interplanetary Invader “A” (alguém fora o Dan lembrava que essa carta existia?), ja que seu efeito permite tomar controle do monstro do oponente que ataque este card no fim da battle phase, portanto, mesmo com o seu monstro destruido no fim do jogo você terá um monstro em campo e seu oponente não.

-> Draw combos: Além dos combos que fazem o jogador sair vitorioso do duelo ainda existem uma infinidade de cards que podem fazer com que o jogador, caso a coisa fique preta, consiga empatar o jogo sem maiores dificuldades. Dentre várias cartas algumas delas são: Newdoria, Yomi Ship, D.D. Warrior Lady, D.D. Assailant, D.D. Warrior, Fortress Warrior (e outros que não podem ser destruidos uma vez em batalha), Kaiser Glider, Marshmallon, Twin-Headed Behemoth, Neo-Spacian Grand Mole, Elemental Hero Wildheart (caso você tenha esse e mais um monstro em campo, você seleciona o outro monstro pelo efeito de Last Turn e quando Last Turn envia todos os monstros do campo pro cemitério Elemental Hero Wildheart não é afetado, portanto, mesmo que o seu monstro escolhido seja destruido pelo monstro do oponente no fim da batalha você ainda terá o Elemental Hero Wildheart em campo, empatando assim a partida), entre uma infinidade de monstros mais…

Normalmente eu costumo colocar decks de campeonatos aqui pra exemplificar os cards, porém, ao procurar eu notei que a grande maioria dos decks de torneio utilizava Last Turn como side deck (vou explicar melhor na conclusão). Porém eu encontrei um deck com uma temática bem interessante de FTK com o Jowgen como eu já mostrei. O deck utiliza o Morphing Jar como um Empty Jar Deck pra mandar uma grande quantidade de cards pro grave e agilizar a compra do combo Jowgen + Last Turn, então fiquem com o deck:

Main Deck

1 Cyber Jar
3 Jowgen the Spiritualist
1 Morphing Jar
1 Sangan
3 Thunder Dragon

3 Book of Moon
3 Book of Taiyou
1 Card Destruction
2 Dragged Down into the Grave
3 Giant Trunade
1 Graceful Charity
1 Heavy Storm
3 Inspection
1 Monster Reincarnation
1 Pot of Greed
1 Premature Burial
3 Reload
3 The Shallow Grave
2 Upstart Goblin

2 Last Turn
1 Wall of Revealing Light

*** E hoje: Fica evidente que com o lançamento de novas cartas, vários combos óbvios para Last Turn vieram juntos. Yubel, Fossil Dyna Pachycephalo, Vanity’s Fiend, Djinn Releaser of Rituals, são só alguns exemplos de cards que entrariam de cabeça com Last Turn, e é por esse motivo que essa carta deve ficar aonde está pra sempre.

*** Curiosidades:

– Este card foi usado pelo nosso amigo Seto Kaiba no duelo contra Noah Kaiba. Infelizmente ele perde o duelo pois ele aposta no seu monstro mais poderoso Blue-Eyes White Dragon com 3000 de ATK e o Noah chama seu Shinato com 3300… Ninguém mandou não usar o Jowgen xP

– Ele também aparece no primeiro encerramento do anime Yu-Gi-Oh GX (japonês). Antes que me perguntem, não, não fui eu que vi isso…

– Os dois monstros batalhando que são mostrados na arte da carta são Hino-Kagu-Tsuchi e Yamata Dragon, o que é um fato interessante já que nenhum dos dois monstros pode ser special summon, portanto nunca poderão ser invocados pela carta e este duelo nunca acontecerá em um jogo real… Duhh

– Apesar da gafe do special summon, a arte dessa carta tem sua inspiração em Hércules, que em uma das suas tarefas luta com uma hidra que pra cada cabeça cortada crescem duas no lugar… o.O

– Este é o primeiro de dois cards existentes que forçam um EMPATE do jogo, o outro é Self-Destruct Button.

*** Conclusão: Last Turn é uma excelente carta, eu diria excelente até demais, porém como eu já havia dito, muitos decks utilizavam essa carta como side deck, pelo motivo que a menos que o combo fosse muito bem estruturado, era fácil gerar um empate (até porque o seu oponente escolhe o monstro depois que o seu já está na mesa). Assim as partidas não saiam disso, e era mais fácil quando o oponente era pego de surpresa após um primeiro duelo (além do que o deck do oponente já era conhecido a essa altura). Mas isso não tirava a força do FTK Jowgen, e como eu já disse, com a mais absoluta certeza, adeus Last Turn, nos vemos em outra vida ^^

** E não deixem de acessar o blog pois em alguma semana que vem teremos mais  Carta “Banida” da Semana!

-> Gostou? Achou fraco? Ahh lembrou de uma jogada que eu não postei? Para essas e outras mais comentem sem parar! E não esqueçam de mandar sugestões sobre qual carta você gostaria de ver em Carta “Banida da Semana!

-> Só um ultimo comentário: ainda essa semana o Carta “Banida” da Semana faltante será lançado, excepcionalmente fora do sábado como é de costume, então fiquem ligados!

Postado por: ZeCA

Carta “Banida” da Semana: Destiny Hero – Disk Commander

setembro 11, 2010 20 comentários

Olá pessoal, vamos para mais um Carta “Banida” da Semana! (Desta vez em dia =P)

Antes de mais nada gostaria de agradecer os comentários e principalmente as sugestões para os proximos cards a serem analizados. Hoje vou falar de Destiny Hero – Disk Commander pois foi o primeiro a ser sugerido na semana passada pelo nosso amigo _MoNo_ (além de que foi o CHEFE que mandou, ai tem que fazer kkkk, zuera valeu aee _MoNo_), mas pra todos que sugeriram cards, podem aguardar que a hora de cada um deles vai chegar (e tem que ser antes de Março porque se não já viu…).

A carta de hoje sem duvida é uma carta que abre uma série de combos e opções de jogadas, vou tentar abordar de um jeito mais geral, mas pode ter certeza que depois de terminar de ter virão milhões de possibilidades de uso deste card na cabeça de todos. Então vamos lá, atras da porta numero 1 temos:


Destiny Hero – Disk Commander

Tipo do card: MONSTER CARD
Atributo: DARK
Tipo: Warrior/Effect
Level: 1
ATK/DEF: 300/300
Tipo de efeito do Card: Trigger
Encontrada em: World Championship 2007 Promos (WC07-EN003 – SR)
Texto: Quando esta carta é Invocada Especialmente do Cemitério, compre 2 cartas.

*** Analise do Card: Limitada a uma copia por deck em Setembro de 2007 e finalmente banida em Setembro de 2008 esta carta possui um efeito que era forte pra sua época, porém com o lançamento de novas edições a combinação de Destiny Hero – Disk Commander com alguns outros novos cards era assustadora. Então vamos a suas características:
– Atributo DARK: Mais uma carta com atributo perfeito da era pós Phantom Darkness. Apesar que sua utilidade como food para Dark Armed Dragon e Allure of Darkness fica comprometida, a menos que seja realmente preciso, ou se tenha algum meio de trazer o card quando ele estiver removido de jogo. Mas enfim caso seja necessário ela esta lá. Porém com cartas como Dark Grepher e Armageddon Knight a utilização é perfeita.
– Tipo Warrior: Pra quem viu o ultimo Carta “Banida” da Semana ja sabe do que eu estou falando, quando digo Warrior 90% das pessoas respondem Reinforcement of the Army, e os outros 10% respondem Maraudin Captain (kkkkkk ta esquece o Maraudin Captain). É muito comum em duelos, principalmente quando se precisa de um descarte, buscar Destiny Hero – Disk Commander com Reinforcement of the Army, o que torna seu tipo muito útil. Além destes temos alguns outros buscadores warrior type que podem ser citados: Field-Commander Rahz, Freed the Matchless General, Road Warrior e Warrior Lady of the Wasteland. E de quebra graças a gangue dos Destiny Hero que ele pertence ainda pode ser chamado por Destiny Signal e pelo famoso Elemental Hero Stratus.
Level e ATK/DEF: Como a grande maioria dos monster card que estamos analisando em Carta “Banida” da Semana o ATK/DEF não é um grande atrativo para bater mas sim para os buscadores (Sangan, Mystic Tomato, e uma infinidade de outros banidos ou não). Mas nesse caso em particular o seu level e ataque permite que ele seja alvo de algumas cartas Special Summon do cemitério para campo, entre elas podemos citar as mais restritas como Limit Reverse e Graceful Revival.
– Efeito: falando sobre o efeito de Destiny Hero – Disk Commander, é um efeito que não faz você ganhar o jogo diretamente, mas agiliza o deck na forma de compra portanto vamos falar dos combos não na forma de dano ou estratégias de vencer duelos como até então vinha sendo feito, mas sim na forma utilização e jogadas que o card gera:

-> Destiny Draw + Destiny Hero – Disk Commander + Destiny Hero – Fear Monger: Quando os decks Destiny Monarch explodiram, esta jogada era chamada de Perfect Circle. Utilizando o Destiny Hero – Disk Commander como descarte para Destiny Draw (ele poderia ser trazido pra mão com o auxilio de Reinforcement of the Army como eu já tinha falado antes) se comprava 2 cards, logo após era só setar o Destiny Hero – Fear Monger e esperar seu oponente destruir o mesmo por batalha, fazendo com que o Destiny Hero – Disk Commander voltasse a campo na próxima standby phase e de quebra fazendo com que você comprasse mais 2 cards e ainda tivesse tributo para um monarca qualquer.

> Elemental Hero Stratus + Destiny Hero – Disk Commander + Destiny Draw + Limit Reverse/Graceful Revival + Crush Card Virus: Desta puxamos para a mão o Destiny Hero – Disk Commander pelo efeito do Elemental Hero Stratus e compramos 2 cards pelo efeito de Destiny Draw, e mais 2 quando revivemos Destiny Hero – Disk Commander pelo efeito de Limit Reverse/Graceful Revival (ou qualquer coisa que traga Destiny Hero – Disk Commander do cemitério para campo) e usamos de food para o Crush Card Virus. Desta forma, compramos 4 cards, limpamos o campo do oponente dos monstros acima de 1900 de ATK (alem das suas proximas 3 draws) e ainda ficamos com Elemental Hero Stratus em campo.

-> Destiny Hero – Disk Commander + Zombie World + Mezuki/Book of Life: Outro deck interessante que estava se lançando quando Destiny Hero – Disk Commander foi banido era o ZombieSworn com Zombie World. Nesse deck os lightsworns eram usados pra se mandar cards pro cemitério e os zombies pra reviver os mesmos, porém o diferencial deste deck é que nele iam figurinhas como Destiny Hero – Disk Commander e Dark Magician of Chaos que eram transformados em zombies pelo efeito de Zombie World e recebiam todo o suporte de special summons do cemitério que os zombies possuem. Isso gerava uma ótima utilização de seus efeitos (o efeito de recuperar um spell card quando é special summon do Dark Magician of Chaos e o efeito de comprar cards do Destiny Hero – Disk Commander) e ainda fazia com que esses cards fossem material para sincronização juntamente com o Plaguespreader Zombie. É uma jogada muito bacana.

Um exemplo de Deck com o Destiny Hero – Disk Commander seria o deck DAD Control do vencedor do SJ Nashville 2008, Jason Holloway:

Main Deck

2 D.D. Crow
3 Dark Armed Dragon
1 Dark Grepher
1 Dark Magician of Chaos
1 Destiny Hero – Disk Commander
1 Destiny Hero – Fear Monger
2 Destiny Hero – Malicious
1 Destiny Hero – Plasma
1 Elemental Hero Stratos
1 Jinzo
2 Light and Darkness Dragon
1 Sangan
1 Snipe Hunter
1 Spirit Reaper
1 Strike Ninja

2 Allure of Darkness
1 Brain Control
3 Destiny Draw
1 Gold Sarcophagus
1 Heavy Storm
1 Monster Reborn
1 Premature Burial
2 Reinforcement of the Army
1 Scapegoat
1 Trade-In

1 Crush Card Virus
2 Escape from the Dark Dimension
1 Mind Crush
1 Return from the Different Dimension
1 Torrential Tribute
1 Trap Dustshoot

*** E hoje: É mais que óbvio que o Destiny Hero – Disk Commander foi banido devido a uma infinidade de cartas que saíram posteriormente ao seu lançamento, portanto ela se enquadraria tranquilamente em  vários decks juntamente com o Perfect Circle. Digo até que com o lançamento do Elemental Hero Absolute Zero esse deck seria facilmente colocado nos tops do mundo todo como já foi na sua época.

*** Curiosidades:

– Este card tem algumas aparições no anime Yu-Gi-Oh GX utilizado por Aster Phoenix.

– Pra quem não teve a oportunidade de utilizar o Destiny Hero – Disk Commander, pode utilizar a carta Molten Zombie que seria sua versão cagada corrigida, com todos os bons atributos e qualidades do Destiny Hero – Disk Commander citadas aqui enfraquecidas.

– Quem ainda não tinha percebido, a arte dessa carta é bem estranha ja que se trata de um cara com um monte de CDs acoplados a sua armadura (dai o nome DISK Commander… o.O). Parece que depois de banido só vai sobrar pra ele o serviço de DJ (kkkk).

*** Conclusão: Destiny Hero – Disk Commander é um card extremamente versátil (não tanto quanto Book of Moon kkkk), de modo que como pudemos ver na decklist citada, poderia ser encaixado em vários decks mesmo que a temática principal não fosse o Destiny Hero. Junto com o Destiny Hero – Disk Commander morreu o Perfect Circle e por ser uma jogada que joga em praticamente qualquer deck que conseguisse fazer com que o Destiny Hero – Disk Commander voltasse do cemitério pro campo por várias vezes, logo acredito ele que nunca mais volte. Na verdade eu mesmo lembro que adaptei meu Rat Tool Box na época com 3x Limit Reverse e 1x Destiny Hero – Disk Commander. Mas foi bom enquanto durou e quem teve o prazer de usar no deck sabe do que eu estou falando xD


** E não deixem de acessar o blog pois em alguma semana que vem teremos mais  Carta “Banida” da Semana!

-> Gostou? Achou fraco? Ahh lembrou de uma jogada que eu não postei? Para essas e outras mais comentem sem parar! E não esqueçam de mandar sugestões sobre qual carta você gostaria de ver em Carta “Banida da Semana!

-> Um ultimo comentário: Parabéns aee Maicoul!! (pra quem não sabe é meu irmão, e o aniversário dele é hoje 11.09 – dia da destruição das torres gêmeas o.O) Tudo de bom pra ti aee e muitos duelos de Six Samurai ^^ (agora vou saber se ele vai ler ou não o meu review kkk xP)

Postado por: ZeCA