Arquivo

Archive for the ‘Artigos’ Category

X-Sabers de volta?

setembro 5, 2012 15 comentários

_____________

Está rolando um grande agito no mundo do Card Game internet afora tudo porque um deck X-Saber venceu o Regional no Texas nos últimos dias. Para quem joga no Dueling Network, já percebeu que tem bastante gente jogando com os XX-Sabers. Como pode um X-Saber vencer um Regional no meio de tantos metas novos? É o que decifraremos nesse artigo.

Para mim, falar de X-Saber é muito fácil! Quem conhece minha trajetória aqui no Hora do Duelo sabe que joguei por muito tempo com o deck, e peguei a fase foda quando Emmersblade custava quase 300 reais e você precisava 3 no deck! Pot of Duality custava o olho da cara, mas no fim valeu a pena, o deck era demais! Vamos começar pela build do campeão.

___________

DAVID FLORES – REGIONAL WINNER – XX-SABERS

_____________


DECKLIST

Monsters: 18

[1] X-Saber Airbellum
[2] X-Saber Pashull
[3] XX-Saber Boggart Knight
[3] XX-Saber Darksoul
[3] XX-Saber Emmersblade
[3] XX-Saber Faultroll
[3] XX-Saber Fulhelmknight

Spells: 10

[1] Book of Moon
[1] Dark Hole
[1] Enemy Controller
[1] Heavy Storm
[1] Mind Control
[1] Monster Reborn
[2] Mystical Space Typhoon
[2] Pot of Duality

Traps: 12

[2] Bottomless Trap Hole
[2] Dimensional Prison
[3] Gottoms Emergency Call
[1] Reinforce Truth
[1] Solemn Judgment
[2] Solemn Warning
[1] Torrential Tribute

SIDE DECK

[2] D.D Crow
[3] Maxx “C”
[2] Snowman Eater
[1] Mystical Space Typhoon
[2] Gozen Match
[2] Shadow-Imprisoning Mirror
[2] Trap Stun

EXTRA DECK

[1] AOJ Catastor
[1] Gaia Knight, the Force of Earth
[1] Naturia Beast
[1] Naturia Barkion
[1] Scrap Dragon
[1] Stardust Dragon
[1] X-Saber Souza
[1] X-Saber Gottoms
[2] XX-Saber Hyunlei
[1] Number 17: Leviathan Dragon
[1] Number 30: Acid Golem of Destruction
[1] Photon Strike Bounzer
[1] Sword Breaker
[1] Wind-Up Zenmaines
_________

Fonte: Alter Reality Games

___________

Bom, como podem ver a build do cara não tem NADA de mais!!! Nenhum monstro novo que deu um Up! Vamos analisar o que mudou então.

__________

FORMATO ANTIGO

_____

Mas como assim? O deck não mudou nada e agora joga bem, porque no formato antigo não ganhou nada então e ninguém usava? No formato antigo X-Saber infelizmente não teria a menor chance, o deck funciona com um certo controle de monstros do campo e na mão. E uns acabam dependendo dos outros. Quebrando qualquer parte da cadeia você acaba desestabilizando a estratégia do baralho. Vamos ver como ele se saia contra os Metas do formato anterior

___________

Wind-Up

O deck demora um pouco para engrenar, você precisa de alguns turnos para conseguir adicionar os monstros que quer para a mão com o efeito de Darksoul e as vezes não consegue baixar Fautroll por não ter os X-Sabers suficientes no campo para sua invocação. Antes de pensar nisso, o combo com Wind-Up Hunter descartaria a mão inteira e comprando carta por carta fica dificil para um deck X-Saber virar o jogo.

_________

Inzektor

Os monstros que fazem o deck rodar são Emmersblade, Darksoul e Fulhelmknight. Não dava tempo de esperar o oponente te atacar para ativar o efeito de Emmers e Darksoul muito menos o efeito de Fulhelm de negar um ataque e permanecer em campo para invocar outro X-Saber no próximo turno. O deck trabalha com presença de campo, coisa que jamais existe quando estamos falando de Inzetors!

___________

Chaos Dragon

Antes de pensar em qualquer coisa, OTK!  Fim.

________

Dino Rabbit

Muito controle de jogo, sem deixar os X-Sabers entrarem em campo usando o efeito de Laggia, Dolkka e por ai vai…

____________

NOVO FORMATO

___________

X-Sabers ficaram altamente jogaveis nesse novo formato, justamente porque os Synchros voltaram. Quer deck que abuse mais de Synchro Summons que o X-Saber? Um monstro em especial faz o estrago no deck, XX-Saber Hyunlei!!! Como eu disse na matéria anterior, tudo ficou mais calmo sem Inzektors e é ai que Hyunlei surpreende o oponente! Ele se sentirá seguro para setar 2 a 3 cartas e quando ver BOOM! Hyunlei faz a limpa! Principalmente porque as Traps usadas são mais lentas como Mirror Force e Dimensional Prison. Mesmo que ele ative Bottomless ou Torrential, a M*** já tá feita! O problema só é Starlight Road e as Solemns da vida, nada que o Trap Stun de Side não dê jeito.


Outra carta que quero destacar da Build de David Flores é o triplo Gottoms Emergency Call! Essa é a melhor carta do tema e muita gente não usava 3 por incrivel que pareça. A vantagem é justamente trazer monstros de qualquer nível e assim ter acesso a monstros XYZ como Photon Strike Bounzer e Sword Breaker. Com o jogo mais lento, nem preciso comentar sobre Naturia Beast e Barkion neh?

 

De todos os fatores, o mais importante é que o cara devia ter muita SKILL PLAYER! Porque o que já vi de neguinho que não sabe jogar com X-Saber não é brincadeira. Uma simples decisão errada entre setar um monstro ou partir pro ataque de uma vez pode mudar todo o rumo de um duelo.

____________

RESUMINDO

______________

No fim das contas, não foi o deck que ficou melhor, foram os outros decks que ficaram piores! Wind-Up não é mais um deck devastador de mão e sim um deck que faz bastante Xyz mas dá tempo para que o oponente jogue também. Dino Rabbit ficou mais lento, um coelho realmente faz falta. Chaos Dragon praticamente não aparece mais em campeonatos. Heroes consegue jogar de igual para igual até. E por ai vai…quem quiser apostar nos velhos X-Sabers, é uma boa opção para os próximos meses.

Anúncios
Categorias:Artigos

Os rumos do Card Game – Final

agosto 31, 2012 26 comentários

_________

Bem amigos do HDD! Confesso que fiquei um pouco nervoso para escrever essa matéria porque pelo que andei lendo nos comentários, muita gente tá ansiosa esperando esse post sobre Chaos Dragon, vamos ver se eu consigo atender as expectativas e ao fim da matéria saberemos se quem tem ainda seu Chaos Dragon pode vender junto com seu lote de comuns na internet ou ainda há esperanças para o deck após a Banlist de Setembro!

____________

NO PASSADO…

Na verdade o passado desse deck é muito presente,  esse deck surgiu em Abril desse ano no YCS – Dallas com Alexander Reed e sua Build de Chaos Dragon Lightsworn. Infelizmente ele perdeu na final para o Dino Rabbit do banido Nizar Sarhan, mas mesmo assim, Reed foi o destaque do Champ e revolucionou os próximos meses do Metagame com seu deck.

_____________
ALEXSANDER REED – 2ND PLACE – YCS DALLAS

DECKLIST

Monsters: 31

[3] Lightpulsar Dragon
[3] Lyla, Lightsworn Sorceress
[2] Mystic Tomato
[2] Red-Eyes Darkness Metal Dragon
[2] Eclipse Wyvern
[2] Effect Veiler
[2] Ryko, Lightsworn Hunter
[1] Jain, Lightsworn Paladin
[1] Lumina, Lightsworn Summoner
[1] Ehren, Lightsworn Monk
[1] Judgment Dragon
[1] Card Trooper
[1] Chaos Sorcerer
[1] Dark Armed Dragon
[1] Honest
[1] Tragoedia
[1] Sangan
[1] Black Luster Soldier – Envoy of the Beginning
[1] Plaguespreader Zombie
[1] Gorz the Emissary of Darkness
[1] Phantom of Chaos
[1] Darkflare Dragon

Spells: 09

[3] Solar Recharge
[1] Monster Reborn
[1] Charge of the Light Brigade
[1] Heavy Storm
[1] Allure of Darkness
[1] Dark Hole
[1] Future Fusion

Traps: 01

[1] Treacherous Trap Hole

EXTRA DECK

[1] Five-Headed Dragon
[1] Void Ogre Dragon
[1] Scrap Dragon
[1] Stardust Dragon
[1] Ally of Justice Catastor
[1] Brionac, Dragon of the Ice Barrier
[1] Armory Arm
[1] Iron Chain Dragon
[1] Arcanite Magician
[1] Black Rose Dragon
[1] Ancient Fairy Dragon
[1] Number 39: Utopia
[1] Number 17: Leviathan Dragon
[1] Leviair the Sea Dragon
[1] Wind-Up Zenmaines

___________

Quem viu esse deck na época estranhou de cara o fato de ter tantos monstros, meu como não travava isso! Na verdade era ao contrário, o deck rodava lindamente mesmo que só tivesse monstros na mão e a Draw Engine dos Lightsworns monstros misturadas ao poder de Atk dos Dragões deixou o deck Chaos Dragon entre os Top Decks do Meta anterior. Visto que era um deck bom e barato de se montar, muita gente correu para montar o seu, o problema era só encontrar Solar Recharge que era bem dificil de se achar mesmo tendo a sua versão Super Rara.

_____________

PÓS SETEMBRO…

Chaos Dragon era um deck que não precisava de defesa e nem de cartas de destruição como Mystical Space Typhoon. O oponente podia ter o que fosse, mesmo que ele gastasse as 5 cartas setadas, ainda assim, você conseguia trazer os dragões de volta e bater com tudo, principalmente porque a essa altura, seu oponente já havia pago várias Solemns e estaria com menos pontos de vida. Claro que um deck Meta desse naipe não escaparia da lista e o deck perdeu 2 Chaos Sorcerer, 1 Red-Eyes Darkness Metal Dragon e 1 Future Fusion todas as cartas que faziam a diferença no deck.

________

CHAOS SORCERER, REDMD ou FUTURE FUSION?

Esse é um assunto que muito se discute, qual dessas cartas que mas faz falta no tema Chaos Dragon? Cada um tem muita opinião sobre isso então vamos analisar cada uma separadamente.

Chaos Sorcerer

Como o nome diz CHAOS Dragon, então ele tem que ter a base Chaos. Antes o deck contava com 3 Chaos Sorcerer e 1 Black Luster Soldier – Envoy of the Beginning.Se você for parar para pensar o tema perdeu dois Chaos Sorcerer que pode ser substituido pela terceira cópia de Darkflare Dragon já que a maioria das Builds usava apenas dois, ou ainda podemos usar Phantom of Chaos. Claro que nada disso é um Chaos Sorcerer mas estamos buscando alternativas então é o único jeito hehe.

_____

Future Fusion

Como diz meu amigo Anzini, você ja viu alguém perder quando ativa Future Fusion? Realmente, dificilmente o cara perde pois enviando 5 dragões no grave você controla a partida com Red-Eyes, Lighpulsar e Dark Armed Dragon. Mas ainda assim muitos duelos já foram vencidos sem ativar Future Fusion então dá pra sobreviver sem ela sim.. Coitado do FGD que só servia pra isso, só sobrou Dragon’s Mirror pra trazer ele pro campo.

_________

Red-Eyes Darkness Metal Dragon

Essa é a carta que faz mais falta no deck. Estou jogando mais ou menos uma semana com Chaos Dragon, fazendo vários testes e  posso dizer, como é dificil jogar com apenas um REDMD! Mesmo que o tema usasse apenas duas cópias e não três, essa era a carta chave para manter o controle do campo trazendo-o sempre de volta com Lightpulsar ou dar aquele OTK. Como o parceiro J Breezy comentou, o deck agora tem apenas uma investida e se não der certo fica dificil recuperar o jogo. Cartas como Bottomless Trap Hole e Dimensional Prison são o ponto fraco de REDMD agora, já que só conseguimos trazê-lo de volta se fosse removido pelo efeito do Eclipse Wyvern. Falando nele, essa é outra carta que ficou com poucas opções de uso, três cópias talvez não seja mais tão necessárias. Vamos ver uma versão do deck pós lista.

______
CHAOS DRAGON – PÓS SETEMBRO

DECKLIST

Monsters: 30

[3] Lyla, Lightsworn Sorceress
[3] Ryko, Lightsworn Hunter
[2] Card Trooper
[3] Effect Veiler
[2] Tour Guide from the Underworld
[1] Sangan
[1] Night Assailant
[2] Eclipse Wyvern
[3] Darkflare Dragon
[3] Lightpulsar Dragon
[1] Red-Eyes Darkness Metal Dragon
[1] Dark Armed Dragon
[2] Tragoedia
[1] Gorz the Emissary of Darkness
[1] Chaos Sorcerer
[1] Black Luster Soldier – Envoy of the Beginning

Spells: 10

[3] Solar Recharge
[1] Charge of the Light Brigade
[1] Monster Reborn
[1] Heavy Storm
[1] Dark Hole
[1] Allure of Darkness
[2] Forbidden Lance

___________

A parte dos montros não mudou muita coisa, apenas foi adicionado ao time Night Assailant que nesse deck funciona muito bem, já que você tem Ryko então não fica tão óbvio para o oponente quando é um Ryko ou quando é uma Night Assailant. Além disso, se ela for descartada pelo efeito de Lightpulsar Dragon por exemplo, podemos adicionar um Ryko de volta para a mão e usá-lo com Solar Recharge. No lugar de Future Fusion entra Allure of Darkness já que estamos usando 2 Tragoedia aumentando ainda mais o número de DARK Monsters. Uma carta que é mais do que importante agora é Forbidden Lance! Como comentei acima só temos um REDMD e precisamos salvá-lo de qualquer maneira, sem contar que serve pra todos os monstros também, é uma carta muito versátil. Essa é apenas uma Build do deck, fica a critério de cada um, alguns usam Divine Dragon Apocralyph, outros usam 3 Wyvern e por ai vai. Aproveitando o post quero apresentar uma versão alternativa que o Anzini criou e ficou muito bacana.

________
CHAOS OVERPOWER MÓDAFOCA – PÓS SETEMBRO

DECKLIST

Monsters: 30

[1] Black Luster Soldier – Envoy of the Beginning
[1] Chaos Sorcerer
[1] Dark Armed Dragon
[3] Darkflare Dragon
[3] Eclipse Wyvern
[1] Ehren, Lightsworn Monk
[2] Jain, Lightsworn Paladin
[3] Lyla, Lightsworn Sorceress
[2] Ryko, Lightsworn Hunter
[2] Judgment Dragon
[3] Lightpulsar Dragon
[3] Phantom of Chaos
[1] Red-Eyes Darkness Metal Dragon
[3] Sky Scourge Norleras
[1] Gorz, the Emissary of Darkness

Spells: 11

[1] Allure of Darkness
[1] Card Destruction
[1] Charge of the Light Brigade
[1] Dark Hole
[1] Monster Reborn
[3] Solar Recharge
[3] Trade-In

EXTRA DECK

O de sempre…
_______

Essa build é uma versão parecida com a apresentada no começo da matéria mais é totalmente original por dois motivos: Trade-In e Sky Scourge Norleras! Norleras é uma das cartas mais desgraçadas que existe pois acaba com todas as cartas do oponente e dá um +1 para o jogador que ativa seu efeito, e o pior ele ENVIA as cartas ao cemitério e não DESTRÓI, por isso nada de Stardust ou Starlight nesse caso. Outro fato interessante é que podemos usar o efeito de Eclipse Wyvern para trazer um Judgment Dragon para a mão e assim usá-lo como descarte para Trade-In se não tiver Lightsworns suficiente para invocá-lo. Essa é uma build mais porrada então nada de Veilers ou cartas de defesa aqui, ou dá certo ou você embaralha o deck e parte pra próxima hehe quem quiser montar e testar vai curtir.

_____________

RESUMINDO…

A grande pergunta que fica é? Chaos Dragon ainda joga? Sim, o deck está vivo! Talvez o deck não coloque mais 5 monstros fodões em campo de uma vez mas ainda é um deck com muitas jogadas e muitos monstros fodelões como DAD, BLS, CHAOS SORCERER, REDMD, LIGHTPULSAR e por ai vai…cada monstro individualmente pode segurar o jogo. Agora se o deck vai se manter no Tier 1 dos decks meta, isso saberemos amanhã no YCS Toronto.

Galera, encerro por aqui a série de matérias sobre os rumos do Card Game, quero agradecer todos os comentários e a confiança, acho que teve muito nego achando que eu não passaria da parte 1 e com razão pois deixei o Blog abandonado por muito tempo. Esses decks que eu falei foram os que achei mais interessante, sei que tinha gente que queria que eu falasse de Blackwing mas a única coisa que mudou foi que voltou mais um Kalut, Six Samurai então não mudou muita coisa, Dark World menos ainda. Então era isso, espero que tenham curtido e continuem de olho no Hora do Duelo pois vem  muita coisa por ai e o Site está cada vez mais próximo.

Abraço do Mono

Categorias:Artigos

Os rumos do Card Game – Parte 3

agosto 29, 2012 43 comentários

___________

Antes de tudo quero agradecer os comentários da galera nas outras matérias, é isso que me dá motivação para continuar escrevendo e mantendo o Blog atualizado. Eu sei que dá preguiça as vezes de comentar mas é esse o salário do Blogueiro, deixe seu coments ai XD. Enfim, seguindo o cronograma de matérias sobre o futuro do Card Game pós- setembro, hoje vamos falar de um deck que era chato pra cacete e todos deram graças quando foi pro espeto, o deck PLANT!

_________

NO PASSADO..

Eu falei mal no começo mas quem jogou com esse deck sabe como era louco e rápido. Esse tema usou o potencial dos Synchro Monsters ao extremo pois o deck fazia monstro de tudo quanto era nível o tempo todo no campo. Esse deck surgiu lá em 2010 com Jeff Jones no Shonen Jump Championship – Edison e seu deck Quickdraw Dandywarrior. De lá pra cá a Build foi evoluindo, novas cartas foram adicionadas ao tema como Reborn Tengu, Trishula, Maxx “C”, Veiler, BLS, Tour Guide até chegar ao nivel estupido de 8 decks Plant no Top 16 do YCS-Indianápolis em Agosto de 2011. Para acabar com a putaria a lista de março não teve dó do deck Plant e acabou com o deck de uma vez por todas. A idéia era começar a ganhar dinheiro com XYZ Cards e acabar com a era Synchro, o que realmente acabou acontecendo. Um exemplo de deck Plant é o do famoso Billy Brake.

___________
BILLY BRAKE – WINNER YCS TORONTO

DECKLIST

Monsters: 22

[1] Spirit Reaper
[1] Dandylion
[1] Black Luster Soldier – Envoy of the Beginning
[3] Tour Guide From the Underworld
[1] Debris Dragon
[2] Maxx “C”
[3] Reborn Tengu
[1] Glow-Up Bulb
[2] Effect Veiler
[1] Gorz the Emissary of Darkness
[2] Thunder King Rai-Oh
[1] Sangan
[1] Caius the Shadow Monarch
[1] Lonefire Blossom
[1] Spore

Monsters: 13

[1] Scapegoat
[1] Monster Reborn
[2] Mystical Space Typhoon
[1] Book of Moon
[2] Enemy Controller
[1] Foolish Burial
[1] Heavy Storm
[1] Dark Hole
[1] One for One
[1] Mind Control
[1] Pot of Avarice

Traps: 06

[1] Call of the Haunted
[2] Solemn Warning
[1] Solemn Judgment
[1] Trap Dustshoot
[1] Torrential Tribute

EXTRA DECK

[1] Brionac, Dragon of the Ice Barrier
[1] Orient Dragon
[1] Number 17: Leviathan Dragon
[1] Formula Synchron
[1] Stardust Dragon
[1] Leviair the Sea Dragon
[1] Ally of Justice Catastor
[1] Scrap Dragon
[1] T.G. Hyper Librarian
[1] Steelswarm Roach
[1] Number 39: Utopia
[1] Armory Arm
[1] Black Rose Dragon
[1] Ancient Fairy Dragon
[1] Trishula, Dragon of the Ice Barrier

________

PÓS SETEMBRO…

O deck Plant estava na geladeira até agora ( na verdade ainda está, o que temos por enquanto são só suposições ) pois realmente jogar sem Spore, Glow-Up e com apenas um Debris era impossível. Vou falar para vocês, to com a pulga atrás da orelha por causa desse deck. Quem viu ele jogando sabe como inumeras tentativas de acabar com ele falharam, agora liberando Spore e mais um Debris acho que já é uma pequena chance de fazer o deck voltar.

Mesmo com isso, ainda temos um deck manco! Temos dois problemas para resolver nesse deck:

________

1° Como fazer tanto SWARM em campo como o deck antigo fazia?

2° Que Synchro fazer? Já que não temos mais Trishula e nem Brionac..

______

O problema N° 1 não tem como solucionar, Reborn Tengu era um excelente Synchro Material. Já o problema 2 dá pra resolver focando em dois Synchros que não eram muito usados antigamente, até por ter opções melhores GUNGNIR, DRAGON OF THE ICE BARRIER e MIST WURM.  Vamos ver uma Build pós lista.

_________

PLANT – SETEMBRO 2012

DECKLIST

Monsters: 21

[1] Spore
[2] Debris Dragon
[1] Lonefire Blossom
[1] Dandylion
[3] Thunder KIng Rai-Oh
[1] Black Luster Soldier – Envoy of the Beginning
[1] Gorz the Emissary of Darkness
[2] Effect Veiler
[1] Tsukoyomi
[2] Snowman Eater
[2] Spirit Reaper
[2] Tour Guide from the Underworld
[1] Sangan
[1] Night Assailant

Spells: 10

[1] Monster Reborn
[1] Pot of Avarice
[1] Heavy Storm
[1] Book of Moon
[1] Dark Hole
[1] Mind Control
[1] One for One
[1] Scapegoat
[2] Mystical Space Typhoon

Traps: 09

[1] Solemn Judgment
[2] Solemn Warning
[2] Torrential Tribute
[2] Bottomless Trap Hole
[2] Call of the Haunted

EXTRA DECK

[1] Formula Synchron
[1] Armory Arm
[1] Ally of Justice Catastor
[1] Black Rose Dragon
[1] Mist Wurm
[1] T.G Hyper Librarian
[1] Magical Android
[1] Orient Dragon
[1] Gungnir, Dragon of the Ice Barrier
[1] Leviar the Sea Dragon
[1] Number 17: Leviathan Dragon
[1] Wind-Up Zenmaines
[1] Number 39: Utopia
[1] Maestroke the Symphony Djinn
[1] Temtempo the Percussion Djinn
___________

POR QUE NIGHT ASSAILANT?

Muita gente tem perguntado: Porque estão usando Night Assailant? Eu pensei isso também quando vi pela primeira vez e a resposta é mais óbvia do que parece. É um FIEND Level 3 para ser buscado com Tour Guide from the Underworld, Food para Allure , BLS, Chaos Sorcerer, DAD, e o mais importante: tem dois efeitos ótimos! O primeiro destrói qualquer monstro do oponente o segundo pode ser útil no caso de você usar Ryko ou qualquer outro Flip Monster em sua Build. Night Assailant também pode ser virada para baixo novamente por Tsukoyomi ou Book of Moon e destruir mais uma carta do oponente. Alguns preferem usar Tour Bus from the Underworld, fica a seu critério.

___________

RESUMINDO…

O deck Plant não é nem de perto o que era quando dominava os grandes campeonatos do mundo, mas não duvido que algum maluco consiga fazer esse tema funcionar já que sua Build é bem flexivel e aceita vários tipos de mudanças. Eu boto fé que ouviremos falar desse deck no Ycs que está chegando agora no sábado. Pra encerrar, deixo mais uma build que usa a base Plant e fiquem ligados, a próxima matéria é sobre CHAOS DRAGON!! Será que eles realmente já eram? Não percam.

_______

PLANT LIGHTSWORN – SETEMBRO 2012

DECKLIST

Monsters: 31

[3] Judgment Dragon
[3] Lyla, Lightsworn Sorceress
[2] Ryko, Lightsworn Hunter
[2] Lumina, Lightsworn Summoner
[1] Jain, Lightsworn Paladin
[1] Celestia, Lightsworn Angel
[1] Wulf, Lightsworn Beast
[1] Ehren, Lightsworn Monk
[1] Honest
[2] Effect Veiler
[1] Black Luster Soldier – Envoy of the Beginning
[1] Gorz, the Emissary of Darkness
[2] Tragoedia
[1] Plaguespreader Zombie
[2] Tour Guide from the Underworld
[1] Sangan
[1] Night Assailant
[2] Necro Gardna
[1] Spore
[1] Dandylion
[1] Lonefire Blossom

Spells: 13

[3] Solar Recharge
[2] Pot of Duality
[1] Charge of the Light Brigade
[1] Allure of Darkness
[1] Dark Hole
[1] One for One
[1] Pot of Avarice
[1] Heavy Storm
[1] Monster Reborn
[1] Foolish Burial

Traps: 0

EXTRA DECK

O de sempre…

Categorias:Artigos

Os rumos do Card Game – Parte 2

agosto 27, 2012 23 comentários

_____________

Dae rapaziada, em mais uma tentativa de desvendar os rumos do Metagame hoje vamos falar de um deck que estava morto mas graças a nova Banlist de Setembro deve voltar ao jogo, vamos falar de Agents e suas variantes.

___________

NO PASSADO..

Até meados de Fevereiro de 2012 o deck Agent jogou muito bem. Não chegou a ganhar nenhum Yu-Gi-Oh! Championship Series mas pegou Top muitas vezes e bateu de frente com os diversos Metas da época. Por causa da versatilidade do deck e também pela grande quantidade de monstros usadas era muito fácil encaixar qualquer coisa diferente no deck, mais ou menos como aconteceu com Chaos Dragon em que a grande quantidade de monstros na mão não causava Dead Draws já que os mesmos eram facilmente invocados do campo ou cemitério. Não por acaso, uma carta do tema acabou caindo na Banlist e afetou em cheio toooodo o deck, o que faz todo sentido já que era a carta mais importante do deck The Agent of Mistery Earth. A última Build vista em um grande torneio foi o deck de Camden Keener no YCS – Georgia.

_________

CAMDEM KEENER – YCS GEORGIA – TOP 8

DECKLIST

Monsters: 28

[3] The Agent of Mystery – Earth
[3] The Agent of Creation – Venus
[3] Mystical Shine Ball
[3] Master Hyperion
[3] Maxx “C”
[2] Effect Veiler
[3] Tour Guide From the Underworld
[1] Sangan
[2] Archlord Kristya
[1] Tragoedia
[1] Honest
[1] Gorz the Emissary of Darkness
[1] Black Luster Soldier – Envoy of the Beginning
[1] Chaos Sorcerer

Spells: 06

[2] Mystical Space Typhoon
[1] Mind Control
[1] Dark Hole
[1] Heavy Storm
[1] Monster Reborn

Traps: 07

[2] Solemn Warning
[2] Fiendish Chain
[1] Torrential Tribute
[1] Dimensional Prison
[1] Trap Dustshoot

EXTRA DECK

[2] Gachi Gachi Gantetsu
[1] Leviair the Sea Dragon
[1] Number 17: Leviathan Dragon
[1] Wind-Up Zenmaines
[1] Number 96: Dark Mist
[1] Ally of Justice Catastor
[1] Black Rose Dragon
[1] Scrap Dragon
[1] Brionac, Dragon of the Ice Barrier
[1] Stardust Dragon
[1] Chimeratech Fortress Dragon
[1] Ancient Fairy Dragon
[1] Armory Arm
[1] Trishula, Dragon of the Ice Barrier

__________

AGENTS PÓS-SETEMBRO

Uma das minhas apostas para o novo Meta são os Agents e eu digo isso por causa de apenas um monstro, MASTER HYPERION. Vivemos na era XYZ onde a maioria dos monstros invocados não tem ataque alto e sim efeitos estupidos. Hyperion tem 2700 de Atk e é facilmente invocado no campo com isso bate facil em qualquer Evolzar e mesmo que não consiga ele abre espaço para outra jogada já que sua Special Summon tem um custo muito baixo. Os únicos monstros a fazer frente a ele seriam os Dragões do tema Chaos Dragon mas até então esse deck está morto e enterrado. Outra carta que faz diferença no tema é a apelona Archlord Krystia que tem ainda mais ataque e funciona como uma Royal Oppression  sem custo nenhum, na verdade funciona ainda melhor porque impede monstros como Gorz e cia ltda. de serem Special Summoned, coisa que Opression não fazia.

Apesar dos Gachi Gachi, Leviair e Leviathan que o deck Agent fazia a sua principal base eram as Synchro Summons usando The Agent of Creation – Venus, suas bolas com brilho mistico e mais algum Tuner como T.G Striker ou a própria The Agent of Mistery – Earth, com isso uma nova Build surgiu usando uma carta que foi liberada na Banlist de Setembro, Emergency Teleport!

___________

TELE-AGENTS

DECKLIST

Monsters: 25

[3] The Agent of Creation – Venus
[2] The Agent of Mistery – Earth
[3] Mystical Shine Ball
[2] Master Hyperion
[1] Archlord Krystia
[2] Tour Guide from the Underworld
[1] Sangan
[1] Night Assailant
[2] Maxx “C”
[1] Genex Ally Birdman
[3] Krebons
[1] Honest
[1] Chaos Sorcerer
[1] Black Luster Soldier – Envoy of the Beginning
[1] Gorz the Emissary of Darkness

Spells: 10

[3] Emergency Teleport
[3] Mystical Space Typhoon
[1] Monster Reborn
[1] Dark Hole
[1] Mind Control
[1] Heavy Storm

Traps: 05

[2] Torrential Tribute
[2] Solemn Warning
[1] Solemn Judgment
_________

Quem jogou ou viu Agent jogar lembra que uma das principais jogadas era começar fazendo uma Trishula logo quebrando o oponente mas e agora, o que fazer? O único Level 9 bom que sobrou foi Mist Wurm e essa promete ser uma carta que veremos mais vezes daqui para frente. Emergency Teleport dá ainda mais velocidade ao deck tornando possiveis mais Synchro Summons e Krebons ainda vira Food para os Chaos Monsters no cemitério. Sem contar que trazer um Krebons e segurar os ataque do oponente em um turno que seja faz toda a diferença e pode virar o jogo. Vamos analisar mais uma Build de Agents.

________

SANCTUARY AGENTS


DECKLIST

Monsters: 19

[3] Master Hyperion
[3] The Agent of Miracles – Jupiter
[2] The Agent of Mistery – Earth
[3] Zeradias, Herald of Heaven
[2] Herald of Orange Light
[2] Archlord Krystia
[1] Honest
[3] Dimensional Alchemist

Spells: 12

[3] The Sanctuary in the Sky
[3] Cards from the Sky
[2] Pot of Duality
[1] Monster Reborn
[1] Dark Hole
[2] Mystical Space Typhoon

Traps: 09

[3] Miraculous Descent
[3] Divine Punishment
[2] Solemn Warning
[1] Solemn Judgment

Essa é uma versão mais controle do deck que eu particularmente acho muito legal só porque usa DIVINE PUNISHMENT! Aqui não há muita mistura de monstros como as outras builds justamente para usar e abusar de cartas como Herald of Orange Light, Archlord Krystia e Master Hyperion. Dimensional Alchemist além de ser Fairy LIGHT recicla as cartas removidas de jogo por Cards from the Sky e Master Hyperion, juntamente com Miraculous Descent que funciona como um Call of the Haunted para monstros removidos. Essa pode não ser a Build mais competitiva mas é muito legal de se jogar.

________

RESUMINDO…

Agents tem tudo para cair de novo no gosto do público. É um deck barato com cartas faceis de encontrar, muitas delas foram lançados no Structure Deck de Fairies e é um tema forte e competitivo, junte a isso o fato de ter uma Build muito flexivel aceitando todo tipo de estratégia desde Chaos Monsters até uma build mais focado na invocação de Synchros ou Krystia. Fica a seu critério testar e ver qual lhe agrada mais. Espero que tenham curtido a matéria e na parte 3 falaremos de…PLANTS! Não percam

Categorias:Artigos

Os rumos do Card Game – Parte 1

agosto 26, 2012 23 comentários

________________

Bom rapaziada, essa semana vai ser uma semana especial! Farei uma série de matérias sobre os novos rumos do meta e possíveis decks que devem surgir além de falar sobre como ficarão alguns temas pós lista e se conseguirão sobreviver no próximo formato que está chegando. Tudo isso será respondido no próximo YCS dia 01 de Setembro, enquanto isso espero que essas matérias ajudem quem está em dúvida sobre qual deck jogar pós setembro. Para começar, vou falar do tema que estou jogando atualmente, HEROES!!!

Eu sou muito suspeito pra falar desse tema e essa matéria pode acabar virando uma babação de ovo extrema! Hahaha, já joguei com diversos temas e sempre acabo voltando pros HEROES. Foi esse tema que deu a maioria das minhas vitórias em campeonatos e os melhores lugares no Top por isso tenho um carinho especial pelos monstros do Jaden Yuki.

___________________
ANTES DA LISTA DE SETEMBRO…

O que tinhamos antes da Banlist eram dois temas jogando entre os Tops. Nenhum deles foi Tier 1 e ganhou algo considerável como um Yu-Gi-Oh! Championship Series mas sempre estiveram na briga e foram muito usados por grande parte dos jogadores. O que vimos surgir foi um dos decks mais criativos e surpreendentes que eu já vi até hoje no meu tempo como jogador. Respondam para mim: Pode existir um deck competitivo com apenas 07 monstros? Pode sim, e foi isso que conseguiu o deck BUBBLE BEAT!! Já foi uma grande sacada desenterrar Elemental Hero Bubbleman do mundo das trevas ( como foi foda achar esse cara…pqp ) , a isso bastava adicionar cartas de busca e muitas cartas de defesa. Mas nada disso seria possível sem a carta que fez o deck acontecer, Blade Armor Ninja! Uma decklist do tema? Pode ser a minha mesmo?

_____________

Maicon_MoNo_
Bubbleman Beat Módafoca

DECKLIST

Monsters: 07

[3] Elemental Hero Neos Alius
[3] Elemental Hero Bubbleman
[1] Elemental Hero Stratos

Spells: 20

[3] Pot of Duality
[3] Gemini Spark
[3] E-Emergency Call
[3] Miracle Fusion
[1] Reinforcement of the Army
[1] Future Fusion
[1] Monster Reborn
[1] Dark Hole
[1] Book of Moon
[1] Heavy Storm
[2] Mystical Space Typhoon

Traps: 13

[2] Solemn Warning
[1] Solemn Judgment
[2] Bottomless Trap Hole
[2] Dimensional Prison
[2] Hero Blast
[1] Mirror Force
[1] Starlight Road
[2] Torrential Tribute

SIDE DECK

[2] Effect Veiler
[2] D.D Crow
[1] Snowman Eater
[2] Super-Polymerization
[2] Smashing Ground
[2] Rivalry of Warlords
[2] Skill Drain
[2] Shadow-Imprisoning Mirror

EXTRA DECK

[2] Elemental HERO Absolute Zero
[2] Elemental HERO the Shining
[1] Elemental HERO Great Tornado
[1] Elemental HERO Gaia
[1] Elemental HERO Nova Master
[2] Blade Armor Ninja
[2] Number 39: Utopia
[1] Number C39: Utopia Ray
[1] Steelswarm Roach
[1] Stardust Dragon
[1] Dragon Knight – Draco Equiste

___________

Se não podia agora já foi hahaha, outra versão que foi usada é a clássica HERO BEAT que usava Neos Alius e Stratos junto com outros monstros chatos como RAI-OH, BARBAROS, VEILER e etc…é uma versão mais anti-meta e como todo anti-meta…funciona.

________

HEROES PÓS SETEMBRO

E como sempre chega a lista de Setembro e muda tuuuudo, e essa veio com tudo mesmo! Para o tema HERO perdemos 4 cartas:

_________

FUTURE FUSION

Future Fusion foi banida por causa do deck CHAOS DRAGON mas acabou levando junto a carta do tema Elemental HERO. Além de ser uma apelação você começar o duelo ativar Future Fusion mandar dois monstros para o cemitério, ativar Miracle Fusion e começar com um Elemental Hero Absolute ZERO ou ainda um Elemental HERO the Shining, no Japão o combo com Escuridão e Blackwing, Zephyrus the Elite para reciclar Future era muito usado. A perda de Future Fusion afeta mais o Bubble Beat pois tendo poucos monstros, era mais fácil jogá-los no cemitério para depois reciclar com Hero Blast ou ainda The Warrior, Returning Alive.

_______

– A HERO LIVES

A Hero Lives era mais usada no Japão. Essa carta não caiu muito no gosto dos ocidentais pelo fato de pagar metade dos pontos de vida e também por não precisarmos dela. Ela já vinha sido pensada como opção no caso de E-Emergency Call ser limitada ou semi-limitada. Como isso realmente aconteceu, devemos ver mais Builds usando A HERO LIVES no Main Deck.

_____________

E-EMERGENCY CALL

Nem tem o que reclamar pelo fato de ” E ” ter sido Semi-Limitado na lista. Um excelente buscador, pode pegar monstro de qualquer nível e quem acompanha as decisões da Konami sabe que ela não gosta nada nada de buscadores rolando soltos pelo jogo. Temos que levantar a mão pro céu e agradecer que ” E ” não foi a um!

__________

POT OF DUALITY

Pot of Duality semi-limitado afeta a versão mais lenta , a HERO Beat. Bubble Beat deve ficar mais rápido com os novos reforços que serão lançados e com isso 02 Pot of Duality serão suficientes para o tema.

______________

REINFORCEMENT OF THE ARMY

Entre mortos e feridos, as baixas não foram suficientes para destruir o tema. O lado bom disso, é que a mesma mão que tira dá algo em troca ( pelo menos nesse caso hehe ). Novas carta vem ai e são elas:

____

ELEMENTAL HERO ESCURIDAO

Escuridao era o Fusion Monster que faltava para fechar o time dos Elemental Heroes. Finalmente ele foi lançado recentemente nos EUA mas como você é um azarado assim como eu e nasceu no continente errado nãoo poderá usá-lo porque infelizmente ele foi lançado no Mangá de GX! Agora temos um monstro de cada atributo para usar com Super-Polymerization contra qualquer coisa que possa vir pela frente. O jeito é esperar porque sabe se lá quando ele será lançado por essas bandas.

_____

HEROIC CHAMPION – EXCALIBUR

Meu! Essa é a carta! E o melhor é que saiu baratinho em lata hehe… Heroic Champion cai bem em qualquer Build de Hero mas é mais facilmente invocado em um Bubble Beat junto com Blade Armor Ninja ( Chupa Gorz! ) .  4000 de Atk e ainda mantêm até o ataque até o próximo turno, essa promete ser a carta que vai levar os HEROES a outro nível.

______________

NOBLE KNIGHT GAWAYN

Noble Knight Gawayn é a carta promo do Sneak Peek de Return of Duelist, o próximo booster do TCG. Seu efeito é tão bom quanto a sua arte, mas o que realmente importa é seu atributo LIGHT e seus 1900 de Atk, sem contar  o fato de ser Warrior o tornando Xyz Material para Heroic Champion ou Blade Armor Ninja juntamente com Neos Alius ou qualquer outro Warrior. Devemos ver uma cópia dessa carta em decks Hero Beat que usem vários monstros bombados com 1900 para além de tudo usá-lo com Honest. Bubble Beat já é um deck que roda um pouco mais fechado e qualquer coisa que atrapalhe o combo já é descartada da Build, se for usado provavelmente será uma cópia por Build..só testando para saber hehe

__________

RESUMO DA OBRA…

Eu realmente boto fé que os Heroes serão uma ótima opção pós lista. O que devemos ver é uma chuva de Hero Beat no próximo YCS que é uma versão mais controle e funciona bem contra qualquer deck já quenão se sabe o que irá se enfrentar pela frente já que o Meta não está definido. Vou deixar aqui duas Builds dos decks pós Setembro e vamos aguardar pra ver como as coisas caminharão.

____________

BUBBLEMAN BEAT

DECKLIST

Monsters: 08

[1] Elemental Hero Stratos
[3] Elemental Hero Neos Alius
[3] Elemental Hero Bubbleman
[1] Photon Trasher

Spells: 21

[3] Miracle Fusion
[3] Gemini Spark
[2] Pot of Duality
[2] E-Emergency Call
[1] Reinforcement of the Army
[2] A Hero Lives
[1] Dark Hole
[1] Heavy Storm
[1] Monster Reborn
[2] The Warrior Returning Alive
[3] Mystical Space Typhoon

Traps: 11

[2] Bottomless Trap Hole
[2] Call of the Haunted
[2] Hero Blast
[2] Phoenix Wing Wind Blast
[2] Torrential Tribute
[1] Solemn Judgment

EXTRA DECK

[2] Heroic Champion – Excalibur
[2] Blade Armor Ninja
[1] Number 39: Utopia
[1] Number C39: Utopia Ray
[1] Photon Papilloperative
[1] Maestroke the Symphony Djinn
[2] Elemental Hero Absolute Zero
[2] Elemental Hero the Shining
[1] Elemental Hero Great Tornado
[1] Elemental Hero Gaia
[1] Elemental Hero Nova Master
__________


HERO BEAT

DECKLIST

Monsters: 13

[3] Elemental Hero Neos Alius
[1] Elemental Hero Stratos
[3] Thunder King Rai-Oh
[2] Noble Knight Gawayn
[1] Photon Trasher
[1] Honest
[2] Effect Veiler

Spells: 18

[2] E-Emergency Call
[2] Pot of Duality
[3] Miracle Fusion
[3] Gemini Spark
[1] Heavy Storm
[1] Monster Reborn
[1] Reinforcement of the Army
[1] Dark Hole
[3] Mystical Space Typhoon
[1] Super-Polymerization

Traps: 09

[2] Solemn Warning
[1] Solemn Judgment
[2] Bottomless Trap Hole
[2] Hero Blast
[2] Mirror Force

EXTRA DECK

[2] Heroic Champion – Excalibur
[2] Blade Armor Ninja
[1] Number 39: Utopia
[1] Number C39: Utopia Ray
[1] Photon Papilloperative
[1] Maestroke the Symphony Djinn
[2] Elemental Hero Absolute Zero
[2] Elemental Hero the Shining
[1] Elemental Hero Great Tornado
[1] Elemental Hero Gaia
[1] Elemental Hero Nova Master

___________

Pessoal espero que tenham curtido essa matéria, se puderem deixar um coments agradeço. E na parte 2 falaremos sobre…AGENTS! Até lá! XD

Categorias:Artigos

Ánalise da Banlist – Setembro 2012

agosto 20, 2012 32 comentários

____________

Bom pessoal, vou fazer aqui uma breve análise da Banlist, podem falar o que quiser da Konami menos que ela não surpreende. Essa matéria vai ficar feinha sem imagens nem nada, mas muitas vezes quero atualizar o blog e deixo de fazer isso querendo deixar tudo bonitinho e acabo não fazendo. Quando vi essa lista dias antes de sair oficialmente no Shriek, disse que não era possivel essa lista ser real pois nunca vi uma lista com tantas mudanças como essa. Mas eis que somos surpreendidos novamente e agora temos muitos jogadores sem teto, na verdade…sem deck.

Eu imagino a seguinte cena: Tragam-me a lista de tudo que é Meta ou quase meta! Diz um chefão da Konami. A retaliação foi total, dá pra dizer que todos os decks metas tier 1 perderam um pouco, alguns perderam praticamente tudo como Inzektor e Chaos Dragon. Inzektor já era esperado que o deck não iria escapar da lista, só quem joga sabe a apelação que é. Mas a mira estava apontada apenas para o Centipede e acabou pegando o Dragonfly junto. Nada mais justo. Chaos Dragon perdeu a principal carta do deck, FUTURE FUSION e Red-Eyes Darkness Metal Dragon. Builds de DISASTER DRAGON devem aparecer mas infelizmente essas nunca estiveram nem perto de virarem Meta. De quebra colocaram água no chopp dos jogadores de HEROES ( eu mesmo snif..) , principalmente os americanos que estavam animados para usar o combinho FUTURE FUSION + ESCURIDAO + ZEPHYRUS THE ELITE + FUTURE FUSION! Apesar disso o deck não perde muito já que deve se virar bem sem uma cópia de E-Emergency Call e Pot of Duality, melhor isso do que perder STRATOS como havia sido cogitado.

Entre mortos e feridos quem se saiu bem foi o deck de DINO RABBIT! Não porque ele ficou melhor e sim porque os decks que estavam em seu caminho foram destruidos, ai fica facil se manter no topo do meta nos próximos meses. Mesmo assim eu digo por experiência própria que jogar sem um Rabbit e uma Tour Guide não será fácil.

Das profundezas do inferno, temos de volta Tsukuyomi que de tão velha, muita gente teve que ir no Wikia ver o que essa carta fazia. A grande questão é, se você não usava Book of Moon no seu baralho, porque vai usar Tsukuyomi? Com ele temos agora 2 Book of Moon por deck mas será que vale a pena gastar uma Summon para invocá-lo?

Ainda falando de cartas que voltaram, temos Kalut, Debris Dragon, Spore e Agent of Mistery-Earth. É claro que eles não podiam cortar um monte de decks sem dar algo em troca! Mas na minha humilde opinião e na visão que tenho desse jogo, essas mudanças não devem fazer muita diferença não. Blackwings podem até voltar mas esbarrarão sempre no mesmo problema SIDE DECK. Nem imagino um deck Planta ressurgindo por causa de Spore e Debris Dragon, o que vejo é Debris sendo usado em variantes de outros decks com isso alguns temas Synchro podem ressurgir. Sobre a Earth, não duvido que inventem alguma Build, talvez até usando Agents e Hyperion com Lightray, mas no inicio pós-lista surge muita coisa, o dificil é ir pra frente.

As mudanças que ninguém esperava estão em Mirror Force a dois, você tem noção que pode se usar hoje em dia 3 Tufões, 2 Torrentials, 2 Mirror Force…hoje em dia é tudo liberado hahaha. Eu acredito que 2 Mirror Force é muito pesado, se Chaos Dragon de alguma maneira sobreviver até vale a pena usar duas contra. 3x Emergency Teleport e 3x Destiny Draw, essa mudança muito me agrada! Algumas builds legais devem surgir combinando essas duas cartas, Reasoning a dois é interessante também mas ela é de uma época onde monstros de Nivel 7 ou maior só entravam em campo por Tribute Summon, quero ver como se encaixa no novo Meta. Olhando a lista, parece que o Yugi ligou pra Konami e disse: Yuma o caralho! Meu nome é Yugi e quero minhas cartas liberadas nessa porra! Mirror, Marshmallon, Swords of Revealing Light e Magic Cylinder! Dizem que ele tentou trazer o DMOC mas não foi dessa vez kkkk

Para mim, o grande ponto de interrogação nessa lista fica no Banimento de Brionac! Você pode dizer, meu Mono ele é mto foda e coisa e tals….mas me diz quantas vezes você vê alguém fazendo um Brionac? Quando eu vi as especulações sobre Brionac ser banido a única coisa que me veio a mente foi: Premature Burial vai voltar!!! Isso não aconteceu então sobraram duas hipóteses: Eles baniram Brionac só porque esqueceram de banir na lista passada ou baniram pra evitar futuras dores de cabeça que possam surgir. Realmente não vai fazer falta, não na era XYZ.

Resumindo essa putaria toda, o que aconteceu aqui e talvez não tenha percebido foi o seguinte: Temos ai mais boosters e novos archtypes chegando. Com medo de que os jogadores continuem usando seu apelativos decks de Inzektor, Wind-Up, Rabbit e Chaos Dragon a Konami decidiu matar de vez todos esses decks para deixar o espaço livre para os próximos temas que surgirem. Eles já faturaram bastante com os metas anteriores e com certeza um player vai preferir fazer um deck de campeão mundial como Inzektor que é barato e bom do que um deck de Spellbook por exemplo. Deixando o espaço liberado para o que há por vir, qualquer deck pode virar meta, não por sem bom e sim por não ter nada de bom a altura e com isso a máquina gira e os cofrinhos da Konami vão se enchendo novamente eu sou totalmente a favor disso pois renova o jogo e força esses jogadores que estavam acomodados na sua zona de conforto com seus Inzektors e Chaos Dragon a montarem outros decks para se manter no Top.

Bom rapaziada era isso, espero que tenham gostado dessa ánalise e deixem ai sua opinião sobre a lista. Ela é importante para nós, e não fique desanimado se seu deck foi banido ou algo do tipo..os verdadeiros jogadores erguem a cabeça e continuam jogando.

Abraço,

_MoNo_

Categorias:Artigos

Táticas de Batalha: Prohibition

julho 31, 2012 65 comentários

________

PROHIBITION

Continuous Spell Card

Efeito: Quando você ativa essa carta, declare o nome de uma carta. Cartas com esse nome e seus efeitos não podem ser usados. Cartas no campo antes da ativação dessa carta não são afetadas ( incluindo cartas viradas para baixo ).

________

Como o meta oscila muito algumas cartas em um formato já não tem o mesmo valor no outro, podemos citar como exemplo Maxx “C” que era visto em 10 de 10 decks na era Synchro Plant onde a porcentagem de usá-la com sucesso era de mais de 70%. Maxx “C ” ainda é uma grande carta mas começou a ser substituida pela quantidade de Special Summons inerentes ter aumentado e também porque os decks que abusam de Xyz Monsters não fazem o SWARM de uma vez só no campo, exceto Wind-Up. O ponto que eu queria chegar é que Prohibition não era uma carta usável com frequência no formato antigo, mas o que mudou de lá para cá? É o que analisaremos junto com vocês abaixo.

Temos 4 principais decks Tier 1 no Metagame atual. Inzektor, Dino Rabbit, Chaos Dragon e Wind-Up.  Podemos separar esse time em dois grupos, os decks de controle que são Rabbit e Wind-Up, esses precisam muito de cada carta e se perder o controle do duelo demoram um pouco para recuperar, e os decks Inzektor e Chaos Dragon que são decks de explosão! Em um turno viram o jogo e até terminam o duelo. Basicamente as chances de Prohibiton quebrar qualquer deck desses é muito grande. Se você ganhar 2 turnos em cima do oponente já tá no lucro. Abaixo temos um mini guia para você saber como usar Prohibition contra os principais decks.

_____

WIND-UP – Wind-Up Hunter,  Wind-Up Shark

Declarando Wind-Up Hunter você impede o combo de descarte e ai o jogo fica justo kkk…mas temos também o Shark que faz todo o Swarm em campo. Na dúvida ative 2 Prohibition e declare um de cada kkk

_________

INZEKTOR – Inzektor Hornet, Inzektor Dragonfly

Hornet faz toda a destruição do baralho, mas Dragonfly é igual ou talvez mais filho da puta.

______

DINO RABBIT – Rescue Rabbit, Tour Guide from the Underworld, Evolzar Laggia

O deck é lento, por isso precisa de muitas traps para segurar o jogo enquanto não vem as cartas principais. Rabbit vem com Sangan que vem com Tour Guide, qualquer uma dessas que você declarar vai atrasar e muito o deck. Declarando Evolzar Laggia ( ou Dolkka ) o deck perde o seu monstro principal.

______

DARK WORLD: Grapha, the Dragon Lord of Dark World. The Gates of Dark World

A alma do deck, Grapha é a força e o reciclador de cartas na mão para descartar. Declarando ele o deck perde muito em velocidade e poder de ataque. Sem o campo o deck também perde turnos sem comprar já que esse faz a Draw que Reckless Greed tira pelo seu efeito.

________

HERO – Miracle Fusion, Elemental Hero Neos Alius.

Contra Bubble Beat declarando Neos Alius, você mata 6 cartas do deck. Os próprios Neos Alius e mais 3 cópias de Gemini Spark que se tornarão inuteis sem ele. O oponente terá que contar apenas com Bubbleman e Stratos para fazer Blade Armor Ninja e não terá food para fazer Elemental Hero the Shining.

_________

FINAL COUNTDOWN – Final Countdown

Após isso, coloque um boneco seu no seu lugar e pode dar uma volta, tomar um café, ajudar crianças em um prédio em chamas…

__________

CHAIN BURN – ” N ” Opções

Aqui a coisa complica um pouco, as opções de cartas para negar são muitas, tudo aqui te atrapalha! Falo isso por experiência própria. É interessante declarar Swift Scarecrow se você tiver uma Royal Decree para ativar ou ainda Magic Cylinder / Dimension Wall se quiser dar um ataque direto para encerrar o duelo. Vai depender muito do andamento do duelo.

________

GRAVEKEEPER’S – Necrovalley

Cadê o seu DEUS agora?

_______

DRAGUNITY – Dragon’s Ravine

Dispensa comentários

______

CURIOSIDADE:

A arte e o nome dessa carta são baseados na Emenda 18 da Constiruição Americana aprovada em  1919 que proibia a produção e venda de Alcool ( tal emenda mais tarde foi revogada ).

_____

Falamos de cartas especificas de decks, mas não podemos esquecer de citar cartas que incomodam bastante como Effect Veiler, Heavy Storm e Dark Hole. Prohibition não é garantia de vitória, mas como sempre digo: Em um turno tudo pode mudar. Fica a dica para quem está procurando novas opções para o Side Deck.

____

 

_____

Categorias:Artigos